• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Vascularização: o que é e como obtê-la

    Você sabe o que é a vascularização? Gosta de ter aquelas veias saltando de seu corpo? Então este é um artigo para você!

    Comprar Suplemento BCAA Optimum Nutrition

    Quem nunca teve vontade de ter veias salientes nos antebraços, depois nos braços, deltóides, panturrilhas, coxas…? A aparência do terror de muitas mães e avós apetece muitos fisiculturistas antigos e modernos e, obviamente, atletas amadores e esportistas.

    Mas afinal, qual é o segredo para obter boa vascularização?

    Saiba o porque de haver vascularização quando se pratica musculação e conheça alguns métodos para adquirí-la.

    [ad#2]Bem, primeiramente, vamos entender como funciona o processo de hipervascularização:

    As artérias, normalmente possuem sangue rico em O2 (oxigenado) e são empurrados pelo ventrículo esquerdo do coração (pela aorta) para todo o corpo. O sangue então faz trocas gasosas (O2 por CO2) com os diferentes tecidos do corpo.

    Cupom de Desconto DDM

    Assim, o sangue passa para veias e corre em direção ao coração novamente, para logo em seguida ir para os pulmões e realizar novas trocas gasosas nos alvéolos pulmonares. Todavia, esse sangue que retorna, tem uma pressão relativamente mais baixa, pois o coração não o bombeia diretamente. Assim, as veias (principalmente dos membros inferiores) adquiriram pequenas válvulas que empurram o sangue, fechando consecutivamente para que o mesmo não retorne. Desta forma, é fácil entender porque as veias necessitam de mais força do que as artérias e é fácil entender porque o calibre delas tende a aumentar para permitir a passagem de mais sangue rico em CO2. Rico na medida em que durante o exercício físico, a respiração celular é relativamente maior e as trocas ocorrem com maior freqüência e velocidade. Voltando ao ponto dos segredos da vascularização, devemos saber que as veias estão localizadas mais externamente no corpo, conferindo então que ela basicamente está abaixo da pele e do tecido subcutâneo. Logo, um percentual de gordura baixo, fará com a que elas tendam a ser mais aparentes. O mesmo vale para a retenção hídrica subcutânea.

    Outro fator fundamental é o trabalho pesado e não necessariamente o trabalho contínuo. Assim, podemos reparar que corredores, por exemplo, com um trabalho continuo expressam bem menos veias aparentes do que quando comparados com fisiculturistas. Isso deve-se a demanda elevada de nutrientes que devem ser levados ao músculo durante a atividade física, conferindo que o mesmo possa não ter alterações em sua função. Lembre-se que a musculação é um esporte de extremo impacto metabólico no corpo todo.

    Além disso, devemos levar em consideração os fatores genéticos que são primordiais e, óbvio o percentual de gordura que deve ser baixo. O uso ou não de esteróides anabolizantes. EAs como Tenbolona, Boldenona aumentam significativamente esta vascularização, principalmente quando encontramos indivíduos de pele relativamente fina e pouca gordura corpórea. Porém, quando o indivíduo possui genética para vascularização, podemos observá-la mesmo o portador estando relativamente gordo ou retido.

    Por fim, devemos ressaltar que a vascularização não é um trabalho curto e que leva tempo para ser conseguida e somente com trabalho sério e duradouro, podemos adaptar e hipertrofias parte do sistema cardiovascular para esse fim.

    Artigo escrito por Marcelo Sendon

    Um Comentário

    1. Angelo Morais 3 anos atrás


    /* */