Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas.

Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

X
HomeTreinosDicas sobre treinamento em geralConheça 5 passos para chegar ao treino ideal

Conheça 5 passos para chegar ao treino ideal

Aprenda os caminhos necessários que você deve percorrer até que possa chegar ao seu treino ideal!

treino-ideal

Tenho recebido muitas perguntas do tipo: “Qual melhor treino?”, e sempre minha resposta é: “Não existe o treino ideal montado que sirva para todas as pessoas.”. E é a mais pura verdade, não existe isso! Para que você chegue a algo que seja ideal para você são necessários alguns passos a percorrer. E é disto que venho falar hoje!

treino-ideal

A musculação assim como qualquer atividade física colabora, e muito, para uma melhor qualidade de vida e melhora na estética corporal elevando a autoestima. Diferente do que muitos imaginam ou pelo menos imaginavam, a musculação não possui unicamente fins estéticos e tampouco competitivos (no quesito força).

Entre os diversos benefícios que ela propicia a seus praticantes, podemos citar uma melhora na qualidade muscular, uma melhora no sistema neuromotor, diminuição da pressão arterial (ao contrário do que se imaginava antigamente por alguns céticos), uma melhora articular, um melhor desenvolvimento ósseo, uma melhora na prevenção de doenças crônicas não transmissíveis (como a obesidade), um aumento na sensibilidade à insulina, um acréscimo hormonal endógeno, melhor flexibilidade, maior resistência cardiovascular, aumento de força, aumento de concentração, auxílio em recuperação a lesões… E, na realidade, se fôssemos citar todos os benefícios, propriamente ditos que a musculação pode trazer, ficaríamos por horas em citações.

Entretanto, para que possamos obter bons resultados, sejam em quais aspectos forem, há a necessidade do seguimento de protocolos corretos e bem orientados, evitando não unicamente erros que podem trazer algum tipo de prejuízo, mas também, fazendo com que o progresso seja sempre contínuo.

Profissional e cliente/aluno devem estar atentos sobre o que decidirem. Sendo assim tudo vai depender dos objetivos dos alunos e da competência do profissional para que possam traçar um plano e executá-lo com eficiência. Os princípios de treinamento orientam para um melhor desempenho seja ele esportivo e/ou estético. Esses princípios juntamente com os objetivos traçados por profissional e cliente/aluno se tornam a combinação perfeita.

Não cabe a nós discutir quais são as melhores metodologias de trabalho e tampouco as mais eficientes, afinal, cada profissional aliará sua linha de pensamentos e de filosofia com o objetivo de seu cliente. Obviamente, eles devem compactuar em alguns pontos, principalmente se estivermos falando de um cliente em nível avançado. Por exemplo, seria muito difícil compactuar uma linhagem de pensamento de um aluno com a filosofia de treino de Mike Mentzer ou de Casey Viator com um profissional que é cético as linhas de filosofia de treino de Franco Columbo ou Arnold Schwarzenegger. Entretanto, com bom senso, certamente se chegará a um consenso.

Hoje, ficarão algumas dicas para quem está iniciando na musculação e que estas dicas sirvam como diretriz para minimizarmos os erros e, claro, a perda de tempo.

1- Anamnese

O profissional deverá fazer um histórico primeiramente de saúde (inclusive aqui para os mais qualificados podem entrar a avaliação de exames de médicos – não a solicitação -), esportivo, condições fisiológicas, patologias familiares, objetivos, hábitos diários etc. É no momento da anamnese que se traça um primeiro rumo e um primeiro conhecimento entre o profissional e o cliente/aluno ou entre o preparador e atleta.

whey protein growth supplements nova versão

2- Avaliação física

A Avaliação física muitas vezes é negligenciada em muitas academias e, mesmo na maioria onde é feita, a mesma ocorre de maneira um tanto quanto inadequada. Para a maioria que já se matriculou em uma academia, sabe do que estou falando. Alguns testezinhos de flexibilidade, um exame mixuruca na esteira, algumas aferições de PA (e freqüência cardíaca em alguns casos), algumas perguntinhas, aferição de peso e altura, aferição de medidas (isto é, quando há)… E dificilmente passa disso. Normalmente não vemos avaliações importantes, por exemplo, do percentual de gordura, do volume hídrico, etc. Aliás, pra que isso se a maioria das academias está pouco ligando para o aluno após a realização de sua matrícula?

3- Objetivos

Os objetivos devem prevalecer não do educador físico ou do preparador físico (ao menos que essa tarefa lhe seja designada por seu cliente ou atleta), mas sim, pelo próprio praticante, cliente ou atleta daquela modalidade. Ele deve se sentir bem na frente do espelho e é ele que deve saber o quanto quer fazer por isso. Obviamente, podemos ter um belo auxílio de um bom profissional propondo algumas coisas para melhoria e otimização dos resultados. Entretanto, impor um objetivo JAMAIS é o caminho correto.

Vemos em muitas academias, por exemplo, indivíduos que querem um ganho de massa muscular considerável, porém desconhecem as metodologias de treinamento para tal e, acabam por cair na velha larica de alguns instrutores que insistem em seus métodos antiquados propondo séries incorretas para aquele fim, unicamente porque, acreditam que “seja melhor”. Fique atento! Você é dono de seu corpo!

4- Métodos

Caso não haja conhecimento do praticante ou aluno, cabe ao profissional inserir os primeiros métodos de acordo com o que ele acha coerente para atingir o objetivo proposto por seu cliente. Esses métodos envolvem desde o tipo de treino, até as técnicas utilizadas, as formas de execução, a visão de progresso, a proposição de objetivos e tempos para atingir tais, a freqüência entre as sessões de treino etc. Um bom profissional aqui é mais do que essencial para minimizar a quantificação de possíveis erros durante as adaptações e durante o conhecimento de seu cliente.

5- Nutrição

Aqui não cabe ao educador físico ou tampouco ao “personal trainer” propor absolutamente nada! Nem dietas, nem hidratação, nem suplementação nem nada do gênero, ao menos que ela possua os devidos direitos para tal. Propor inadequadamente é antiético e acima de tudo querer ultrapassar uma barreira proposta por outra disciplina.

Para obter bons resultados, é necessário uma dieta equilibrada e de acordo com suas necessidades individuais. Para tal, a consulta em um bom nutricionista é indispensável também.

Conclusão:

Diretrizes são importantes para nos guiarmos quando iniciamos nossos planejamentos em algum novo aspecto. Com a musculação, obviamente, não poderia ser diferente. Portanto, procure sempre estar atento aos passos iniciais e nunca pule nenhum deles.

Bons treinos!

Gostou do conteúdo? Clique nas Estrelinhas abaixo e nos diga, de 1 a 5, qual a sua nota para este conteúdo!

Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 16

Conheça 5 passos para chegar ao treino ideal
whey protein growth supplements nova versão

Artigos Relacionados

Suplementos em Promoção


Receba mais artigos

Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas.

Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

10 Comentários


  1. Danilo disse:

    Olá Marcelo.

    Meu objetivo é a hipertrofia, mas tenho uma certa gordura localizada na região abdominal e nas coxas. Meus braços e ombros são bons, sem muito acumulo de gordura. Gostaria de saber se após um treino intenso é bom fazer um aeróbico para maximizar a queima de gordura.

    Já li artigos seus em que vc fala que um treino longo demais libera cortisol, o que queima músculos e acumula gordura. E já li outros em que vc afirma que aeróbicos após o treino com pesos ajuda a queimar gordura.

    Portanto, minha pergunta é: qual é o mais eficiente, pelo menos em teoria, para acelerar a queima de gordura, apenas um treino intenso com pesos ou um treino intenso seguido de aeróbico? E por quando tempo deveria fazer esse aeróbico? 10, 20, 30 ou mais minutos?

    Muito obrigado,

    Danilo.

    Não, pelo contrário, isso é prejudicial.
    Faça dieta e, caso decida por aeróbios, que estejam com pelo menos 6h de distância do treinamento com pesos. Use sistema HIIT!

    http://www.facebook.com/marcelo.sendon

  2. matheus disse:

    Olá marcelo boa tarde
    Eu emagreci 19 kg e to com 18% de gordura corporal como eu já tive um corpo definido e tenho um bom indice de massa magra (50%) eu gostaria de saber se pra meu treino de definição ter resultado eu preciso fazer aeróbico? Eu treino 40 min e faço 15 de esteira assim ta bom? O que vc me recomenda?

    Um abraço,
    Matheus

    —-

    Depende das necessidades individuais e da dieta. Lembre-se que aeróbio não deve ser o primordial nesse caso, mas dieta e treino anaeróbios coerentemente sinérgicos.

    http://www.facebook.com/marcelo.sendon

  3. gerro disse:

    olá marcelo boa noite

    O que vc acha do treino after-burn? é cientificamente comprovado? promove realmente a queima de gordura no pos treino e nas prox 48h ?

    Um abco
    Bons treinos
    Gerro

    Treino ou efeito? Se for o efeito, sim, realmente gastamos mais calorias do que o normal no período de recuperação após um treinamento. E isso não dura necessariamente 48h, mas, normalmente mais se o treino for realmente intenso.
    48h geralmente dá-se pra síntese de glicogênio, mas, esse período pode variar também.

    http://www.facebook.com/marcelo.sendon

  4. Mayrla disse:

    Obg pela resposta Marcelo!
    Vou definir bem meu objetivo.. Só não quero hipertrofiar muito!

    Abraço@!

  5. Mayrla disse:

    Valeu Marcelo.. Muito bom e esclarecedor o artigo!

    Quanto ao objetivo eu ainda tenho dúvidas..
    Emagreci 12 kg em 3 meses (razoável né?) com a prática de muay thai, mas agora percebo que estou muito flácida.. Tem como eu praticar uma série que promova tonificação e um pouquinho de massa muscular sem que eu “aumente” muito no que se refere ao peso?

    Att.,
    Mayrla Lima

    A flacidez provavelmente é pelo emagrecimento relativamente rápido. Hipertrofiar significa aumentar o tecido muscular, logo, aumentar água no corpo (visto que o tecido muscular contém muita água), aumentar a estrutura em si etc. Logo, o peso irá subir. Aliás, preocupar-se com peso é antiquado. Preocupe-se com o percentual de gordura.

  6. marcio disse:

    Concordo e até acho valído Marcelo comer porcarias só que tem seus momentos.inclusive tem um artigo seu sobre essa importância e esse momento apropriado para ingestão de digamos “porcarias”.

  7. marcio disse:

    Isso não acontece aqui o máximo que fazem é algumas perguntas e te ensinam a fazer alongamentos…depois voçe que se vire.não te ensinam a executar corretamente os execicios. simplismente te deixam lá com os pesos.se voçe diz que quer perder peso eles te mandam fazer 300,500 abdominais todos os dias.enfim deixam muito a desejar sem contar que tem pessooas que vão pra academia fazer,social e paquerar já presenciei instrutores fazendo vaquinha pra comprar salgadinhos, coca-cola tomar e comer junto com os alunos em pleno treino…

    —-

    Infelizmente é a realidade de boa parte dos profissionais brasileiros… E depois, não sabem o porque da desvalorização dos ruins e supervalorização dos bons (que cobram o justo, por sinal).
    Agora, a questão da vaquinha para comprar, não vejo mal, afinal, atleta, preparador, prof de ed física, nutricionista ou qualquer outra coisa também é ser humano e come porcarias de vez em quando.

  8. Renato disse:

    Valeu Marcelo, vou entrar em contato com ele

  9. Renato disse:

    Parabens Marcelo
    Sempre ajudando, gostei mt do texto bem informativo
    Por acaso vc conhece um bom nutricionista que poderia me indicar?
    Grato

    Qual sua cidade? SP?
    Tem o Rodolfo Peres, Dr. Jun Kurita (nutrólogo), Dra Iris Miranda.

  10. Tonny Douglas disse:

    Otimo artigo . Parabéns

Carregar mais Comentários

Deixe o seu comentário!