• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • Aprenda 4 dicas para comprar seu primeiro whey protein

    Conheça 04 dicas essenciais para você comprar um bom whey protein e não seja enganado por vendedores mal preparados ou intencionados!


    O whey protein talvez seja o suplemento mais consumido no mundo inteiro, seja por praticantes de musculação, pessoas as quais querem melhorar a sua alimentação, por pessoas com doenças ou pessoas as quais necessitam de complementos proteicos específicos. Sendo assim, indiscutivelmente, este é um suplemento já bem conhecido, estudado e que sabemos sua eficiência, apesar de muitos céticos ainda acharem “perda de tempo”.

    O whey protein é a proteína do soro do leite, ou seja, a menor fração proteica do leite, sendo de fácil digestão, de altíssimo valor biológico e com uma capacidade única de estimular a síntese proteica, uma vez que sua concentração do aminoácido L-Leucina é altíssima. Além disso, ela possui alto teor de aminoácidos de cadeia ramificada e outros aminoácidos essenciais, que precisamos consumir via dietética, pois nosso corpo não produz.

    Whey Protein

    Entretanto, muitas são as opções hoje disponíveis em tipos de produtos, marcas, apresentações, entre outros pontos. Diante disso, o consumidor fica sem saber por qual produto optar a fim de melhor agregar custo, benefício e resultados pretendidos.

    Portanto neste artigo, traçaremos 4 dicas as quais servirão para você que está prestes a realizar a sua primeira compra de whey protein, seja em uma loja física ou mesmo pela internet. Vamos lá?

    1- Conheça o básico sobre as principais formas de whey protein existentes

    Digamos que você agora sabe que precisa de um whey protein e digamos que você não tenha restrições aos tipos existentes. Então, qual deles escolher? Sem saber o que é cada um, então, fica difícil entender bem o objetivo de cada qual.

    Basicamente hoje, encontramos três formas principais de whey protein: o whey protein isolado, o whey protein concentrado e o whey protein hidrolisado. Ainda, existem blends de um ou mais tipos de whey protein (conhecidos como 2W, 3W etc). Para entender melhor o que é cada um deles, recomendo que você confira o artigo: https://dicasdemusculacao.org/whey-concentrado-isolado-e-hidrolisado-qual-o-melhor/

    De uma maneira geral, se você é um iniciante, não precisa lá optar por versões muito elaboradas de whey protein como, por exemplo, o whey protein hidrolisado que possui aplicações específicas. Ele custará muito caro e, na prática, não te trará resultados superiores.

    Normalmente, se você é livre para consumir qualquer forma de whey protein, optar pela concentrada já é uma boa pedida, pois o custo X benefício torna-se muito otimizado, você economiza dinheiro (que pode ser aplicado para a melhoria em sua dieta) e não deixa de ter resultados.

    Conhecer as diferentes formas de whey também é fundamental para não ser enganado em lojas por vendedores desinformados ou mal-intencionados. Por exemplo: Chegue em uma loja e peça um whey protein isolado. Certamente irão te indicar o Whey ON (Optimum Nutrition). Ele é um whey protein de primeira qualidade, muito bom e o mais vendido no mundo, mas ELE NÃO É ISOLADO, mas sim, é um whey blend, ou um 2W, contendo whey protein isolado e whey protein concentrado. Apesar da maior parcela ser de whey protein isolado, ele não pode ser considerado isolado.

    Além disso, entenda que nem sempre um whey protein isolado, por exemplo, é livre de lactose e que nem sempre o whey concentrado tem lactose. Hoje, existem formas no mercado de ultrafiltrar um whey protein concentrado e isentá-lo de lactose, bem como, existem alguns vestígios ou uma porção considerável de lactose em produtos isolados. O ideal é, sempre que buscar algo específico em um produto (como isenção de lactose, ou isenção de glúten) este esteja devidamente declarado no rótulo do mesmo, para que você não tenha de tirar conclusões hipotéticas.

    GUIA COMPLETO >>> Tudo sobre o Whey Protein: Como usar, Para que Serve e muito MAIS…

    Portanto, pesquise um pouco mais sobre os tipos de whey existentes e fique esclarecido com as características de cada qual antes de ouvir indicações por aí. Ter informação é a melhor forma de evitar erros.

    2- Não escolha o whey potein meramente pela concentração de carboidratos

    Muitas pessoas acham que quanto menos carboidratos o whey protein tiver, melhor, quando não é bem assim. Na realidade, é óbvio que você não vai escolher um whey protein com quase metade da concentração proteica, ou algo em torno de 12g de carboidratos numa porção que forneça 20g de proteínas. Entretanto, não é porque o whey protein tem 2, 3 ou 4g de carboidratos que ele seja inferior, ou que seja um produto ruim.

    Muitos produtos hoje possuem concentrações de carboidratos, mas são excelentes, como é o exemplo do Proto Whey que possui 9g de carboidratos na porção e é um excelente produto, ou mesmo o Tasty Whey que também possui 9g de carboidratos por porção e não deixa de ser um whey top de linha.

    Whey Protein

    A verdade é que mais do que a concentração de carboidratos, vale a apresentação do quanto aquele produto fornece de proteínas, o quanto elas são realmente puras e de boa qualidade e, claro, a procedência como um todo do produto a marca em questão.

    Mesmo estando em cutting ou em dietas as quais cortam os níveis de carboidratos, 3g ou 4g de carboidratos numa porção de whey protein não afetarão seus resultados e isso não é justificativa para muitas vezes gastar o triplo só porque o whey tem 1g ou 2g a menos de carboidratos.

    Os carboidratos do whey protein não presentam um aumento na glicemia, não irão ser grandemente influentes no saldo energético total e não irão deixar a digestão do suplementos mais ou menos rápida, como muitos gostam de falar.

    3- Não escolha o whey protein somente pela quantidade de proteínas na porção

    Ué! Se não devemos escolher o whey protein visando baixo carboidratos, você vem me dizer que também não devemos nos atentar a quantidade de proteínas presentes na porção do produto?

    De uma maneira geral, não. Obviamente, não adianta você pegar um produto que forneça 10g de proteínas numa porção de 30g, pois aí você terá de ver no que mais esse whey protein é fonte. Porém, a quantidade de proteínas por si só, pouco ajuda na escolha um bom produto.

    Se você pega um whey protein hidrolisado de boa qualidade, ele geralmente fornece 20g de proteínas na porção de 30g, já um whey de baixa qualidade pode fornecer, em média, 25g de proteínas na porção de 30g, porém isso não quer dizer que a segunda opção seja melhor.

    CONHEÇA >>> Os melhores Whey Protein do Mercado!

    É necessário olhar mais que a quantidade de proteínas, mas olhar também a qualidade das mesmas! Muitos são os produtos que para baratear o custo estão adicionado outras proteínas de baixa qualidade, como o colágeno, ou até mesmo proteínas texturizadas de soja.

    Recentemente, muitas foram as empresas as quais quase tiveram seu aval de funcionamento suspenso justamente porque declaravam no rótulo algo que não existia e isso é extremamente prejudicial para o consumidor, além de ser crime.

    Assim, observe sempre a matéria-prima do produto, analise os ingredientes do produto… Veja quais são as fontes de proteínas que aquele whey possui e avalie. Geralmente quando se tem mais de 1 fonte de proteína, na embalagem não vem dizendo a proporção de cada um, por isso se tiver mais de uma fonte e essa for suspeita, não compre.

    4- Se não tem experiência com sabores de suplementos, opte por baunilha ou chocolate

    A maioria das pessoas tem tendência a não aceitar o sabor de determinado whey protein. Apesar de existirem wheys mais saborosos do que outros, todos são relativamente aceitáveis. Porém, algumas pessoas acabam tendo problemas ou deixando de consumir suas proteínas porque elas se tornam enjoativas demais ou com um sabor nada agradável. Por isso, é necessário se atentar aos sabores escolhidos inicialmente, para que você não deixe o suplemento de lado após a primeira semana.

    Então, a dica básica é: Esqueça sabores exóticos, opte por baunilha ou chocolate! Baunilha, quando misturada com qualquer coisa, torna o sabor daquela coisa. Então, você pode misturar com um pouco de cacau, com alguma fruta (apesar de não ser boa opção) ou mesmo colocar um pouco de café e canela para parecer um cappuccino. O chocolate também é muito versátil, pois pode ser misturado com inúmeras frutas (apesar de não ser boa opção), com essências alimentares de menta, cereja etc, pode ser misturado com coco ou com o óleo de coco, entre outras possibilidades, ficando todas bem variáveis e aceitáveis.

    Especialmente para pessoas que usarão o whey protein em alguma refeição como, por exemplo, em adição ao mingau de aveia, esta é uma dica extremamente válida, uma vez que facilmente elas podem enjoar do produto ou mesmo não aceitarem seu sabor. Evite especialmente os sabores cítricos como ponche de frutas, laranja, kiwi com morango e assim por diante.

    >>> QUER MAIS DICAS DE COMO ESCOLHER UM BOM WHEY? ENTÃO CLIQUE AQUI

    Conclusão:

    Sendo o suplemento mais utilizado no mundo inteiro pelas mais diferentes pessoas e com os mais diferentes objetivos, o whey protein tem se mostrado eficiente na medida em que pode auxiliar em aspectos de saúde, performance e recuperação física.

    Quando um iniciante vai escolher o produto a ser utilizado, entretanto, deve ter cuidado com alguns pontos essenciais, a fim de que possa maximizar seus resultados e gastar o mínimo possível. Assim, algumas diretrizes são sempre válidas e merecem ser destacadas para que possamos aproveitar o máximo do que o whey protein pode nos oferecer.

    E então, já está pronto (a) para escolher o seu whey protein?

    Bons treinos!

    Whey Protein





    /* */