• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • Erros que podem ser evitados na musculção

    Conheça os seis erros mais comuns cometidos na musculação que podem impactar significativamente em seus resultados

    “Errar é humano, mas, persistir no erro, é burrice!” Sim! Muitas vezes erramos e, erramos feio.

    erros-que-podem-ser-evitados-na-musculacao

    Termogenico

    Mas, logo percebemos que trata-se de um erro e, procuramos o corrigir, a fim de melhorar a situação ou consertar algo.

    Entretanto, muitas vezes cometemos erros sem saber que eles são erros e, continuamos os cometendo. Até aí, não há problema algum, pois, não temos consciência disso.

    Porém hoje, conheceremos seis erros comuns os quais você pode estar cometendo e, agora que os conhecerá, não terá porque persistir neles e, desta forma, obterá maiores e melhores resultados em seu processo de ganhos na musculação, estejam eles associados ao ganho de massa muscular, ou a redução de gordura corpórea.

    Você está pronto para encarar a realidade?

    1 – Usar má execução dos exercícios

    A má execução dos exercícios talvez esteja entre os tops erros cometidos na musculação. Normalmente, porque poucos conhecem essa ciência e ainda, muito relacionado ao ego está envolvido nisso.

    Um dos princípios básicos que temos de conhecer na musculação não é necessariamente a ciência da biomecânica, mas, uma forma relativamente correta para a execução dos inúmeros movimentos envolvidos na musculação.

    Isso porque, através desse conhecimento, conseguimos inúmeros benefícios, a variar desde a prevenção de lesões até a solicitação completa dos músculos envolvidos naquele movimento, procurando não utilizar outros que não façam parte dele.

    esquat-erro-na-execucao

    Sendo assim, necessariamente executar movimentos em boa forma é algo fundamental!

    Mas, muitos ainda insistem em negligenciar esse ponto: usam cargas as quais não suportam, não se concentram adequadamente durante o movimento ou ainda, desconhecem quaisquer princípios básicos.

    Isso, quando não são instruídos inadequadamente por algum desses “profissionais” de qualificação duvidosa.

    É essencial, que para um pleno trabalho muscular, a boa forma seja utilizada na maior proporção possível.

    Termogenico

    Assim, desconsiderá-la e colocar quaisquer outros itens primariamente, certamente afetará negativamente os seus resultados de uma maneira geral.

    2 – Negligenciar a parte superior ou inferior do corpo

    Normalmente, homens costumam ser um tanto quanto negligentes com a parte inferior do corpo, enquanto mulheres, o inverso, costumam negligenciar a parte superior do corpo.

    Porém, ambos são formados pelas duas regiões corpóreas, as quais necessitam ser adequadamente trabalhadas, tanto em termos funcionais, quando estéticos.

    No primeiro caso, não há o que se questionar: O balanço muscular, a proporção de forças musculares e a estabilidade corpórea sempre dependerão de uma simetria no corpo.

    neglicencia-nos-treinos

    Sem que haja esse devido balanço, você corre o risco de desenvolver lesões, má posturas, corre o risco de se machucar durante os treinamentos por falta de fortalecimento muscular entre outros.

    Já no segundo, as devidas proporções e a própria aparência falam por si só. Ninguém acha bonito homens com pernas de sabiá e nem mulheres com tronco de extraterrestre.

    Se você realmente quer ser um diferencial, VOCÊ PRECISA aprender a treinar adequadamente tanto a parte inferior do seu corpo, quanto a parte superior.

    Não importa se você gosta mais de uma ou de outra, ou ainda, se quer maior quantidade de volume muscular em uma região e outra.

    Trenar tudo por completo e POR IGUAL (com intensidades iguais, entre outras variáveis) fará com que seu corpo melhore de uma maneira geral.

    3 – Não realizar abdução escapular nos movimentos de dorsais

    Costumo dizer que não há músculo mais difícil para ser treinado do que os dorsais. Isso porque, esse grupamento exige do corpo uma grande necessidade de controle neuromotor, fazendo com que seja necessário você “pensar antes de executar os movimentos”.

    Dorsais são grupamentos muito pouco intuitivos, pois, estão fora do nosso campo de visão.

    Por exemplo, é muito mais fácil empurrar algo com os braços, que estão no nosso campo de visão do que usar os dorsais (e não os bíceps) para puxar algo.

    Então, sempre que você for pensar em treinamento de dorsais, deverá pensar em usar os músculos dorsais.

    Dessa forma, para que eles sejam devidamente solicitados, o primeiro passo é promover uma devida adução escapular, ou seja, apertar uma escápula na outra.

    Somente depois dessa adução escapular, você começará o movimento com a puxada dos braços. Caso você faça o contrário, certamente você estará fazendo errado e treinando braços, não dorsais…

    Whey Protein

    Portanto, lembre-se: Costas é sinônimo de “treinamento inicial com o cérebro”.

    Termogenico

    4 – Treinar deltoides muitas vezes na semana

    Os deltoides são um dos grupamentos musculares mais usados na musculação. No treino de peitorais, você usa muito os deltoides anteriores.

    No treinamento de dorsais, você usa muito os deltoides posteriores. No treinamento de braços, os deltoides são usados como forma de estabilização dos movimentos.

    Nos treinamentos de pernas, também, como forma de estabilizar a barra no tronco durante, por exemplo, o agachamento livre ou mesmo um bom levantamento terra.

    treino-deltoides

    Isso faz com que ativamente eles já sejam solicitados e, portanto, você comece a usá-los, mesmo que indiretamente.

    Sendo assim, treinar deltoides muitas vezes na semana compromete a sua recuperação e faz com que você comece a desenvolver certa propensão a ter lesões.

    Portanto não treine deltoides mais do que uma ou duas vezes na semana (o ideal seria apenas uma) do contrário, o overtraining será algo garantido para você.

    5 – Comer demais antes dos seus treinamentos de musculação

    Tudo no corpo depende de fluxo sanguíneo adequado, para que haja um devido aporte de oxigênio. Assim, os diferentes tecidos do corpo necessitam de sangue para funcionar adequadamente.

    Com o sistema gastrointestinal, não é diferente, na medida em que quanto mais você come, mais sangue é desviado para tal região a fim de fazê-lo processar os alimentos e, claro, realizar todos os processos digestivos necessários.

    Porém, a quantidade de sangue no corpo é algo limitado, ou seja, não produzimos mais sangue do que nossa capacidade de portá-lo em nosso corpo.

    comer-demais-antes-dos-treinos

    Sendo assim, o tecido muscular também utiliza sangue em seu funcionamento e, portanto, nas atividades físicas, a demanda de sangue na musculatura especialmente alvo também é maior.

    Se você comeu muito antes de seu treinamento e está com o fluxo sanguíneo desviado para o trato gastrointestinal, então, o resultado não pode ser outro:

    Você terá prejuízos no rendimento de seu treinamento, visto o pouco fluxo sanguíneo desviado aos músculos.

    Especialmente alimentos os quais contenham lipídeos (com exceção dos MCTS, como os presentes no óleo de côco e que não precisam de longos processos digestivos e são praticamente absorvidos assim que consumidos) necessitam de mais tempo para que possam ser hidrolisados e, posteriormente, metabolizados.

    Refeições dessa natureza, necessitam de pelo menos 2h de espaçamento do seu treinamento, pois, não se esqueça de lipídios podem fazer com que você tenha lentidão no treinamento além de baixo fluxo sanguíneo muscular.

    Assim, alimente-se bem antes do treino, mas, não excessivamente e, lembre-se sempre de dar um bom espaçamento entre a sua refeição e o seu treinamento.

    6 – Elevar demais os braços em elevações frontais e laterais

    As elevações estão entre os principais exercícios no treinamento de deltoides. Sejam as elevações laterais ou as elevações frontais, elas são realizadas por músculos e articulações não somente presentes nos deltoides, mas, na cintura escapular e mesmo no tronco.

    Não convém que expliquemos de maneira muito detalhada o ritmo escapulo-umeral, entretanto, através dele conseguimos compreender como ocorrem os movimentos de abdução de braços.

    Sabe-se que a ativação dos deltoides se dá até 90 graus de abdução em após isso, somente há um grande choque da cabeça do úmero com outras estruturas além de que, outros músculos é que começam a entrar em ação, sendo que, em amplitudes maiores, até mesmo os presentes na coluna começam a agir.

    Apesar das elevações frontais poderem ser realizadas com uma amplitude um pouco maior quando comparadas as elevações laterais, elas também não devem ser realizadas com alturas maiores que a dos seus olhos, para não perder o enfoque nos deltoides frontais.

    Essencialmente, procure manter o controle do movimento, pois, isso será muito importante para que você possa observar as limitações as quais deve e pode chegar. Com certeza seus treinos ficarão muito mais intensos e possíveis lesões também serão significativamente diminuídas.

    Dica Bônus: Vídeo Não Cometa os Erros Mais Comuns Praticados na Academia

    Pessoal, lá em nosso canal no Youtube, o Sendon gravou um vídeo super bacana e objetivo falando sobre os erros mais comuns que são praticados nas academias, entenda como não cometê-los. Assista o vídeo e veja o que ele tem a dizer…

    Conclusão:

    Sabemos que a prática da musculação é muito mais complexa do que normalmente pensamos. E, não é por acaso que devido a isso cometemos muitos erros, muitas vezes, se quer sabendo que eles são erros.

    Portanto, através de fontes confiáveis, conseguimos compreendê-los melhor a fim de corrigi-los e obter resultados cada vez melhores.

    Busque sempre informações seguras, corretas, atualizadas e, claro, de fontes que sejam confiáveis.

    Bons treinos!

    Whey Protein





    /* */