Anavar - Hi Tech (180 comprimidos) | Ciclo de Oxandrolona | Comprar e Preço

Cód.: 581236
Anavar - Hi Tech (180 comprimidos) | Ciclo de Oxandrolona | Comprar e Preço
(Cód.: 581236)
Anavar é um produto anabólico não esteroidal que ajuda no desenvolvimento de massa muscular para atletas de nível avançado
mais informações
conheça nossa política de trocas e devoluções

Preço: R$329,00

R$299,00

à vista
R$299,00 no boleto
Outras formas de pagamento

Outras formas de pagamento

  • Cartão de Crédito
  • Boleto Bancário

R$299,00 no boleto com % de desconto

O boleto será gerado após a finalização de sua compra. Imprima e pague no banco ou pague pela internet utilizando o código de barras do boleto.


Disponível: Em estoque

+ -
Calcule o frete e o prazo de entrega estimados para sua região
Visão Geral

Detalhes

O que é a Oxandrolona

A Oxandrolona é o nome da substância presente popularmente no nome comercial de Anavar, que foi sintetizado na década de 60 pela G.D. Searle & co. A empresa, inclusive, conseguiu a patente dessa substância até meados da década de 90, onde outras empresas passaram a produzi-la.

Trata-se de um derivado de diidrotestosterona (DHT) e teve a sua finalidade inicial para alguns fins terapêuticos. Entretanto, vendo o poder anabólico e otimizador de performance que a oxandrolona poderia proporcionar para esportistas, seu uso começou a se tornar comum, até que na década de 80, a FDA (Food and Drug Administration) colocou-a sob o dopping, como uma substância proibida para fins de competição.

A Oxandroona é um derivado de DHT, onde nesta molécula, é adicionado um átomo de oxigênio substituindo o carbono 2 do anel A. Essa alteração aumenta as atividades anabólicas do hormônio e previne que ele seja degradado facilmente no corpo.

Ainda, é adicionado um grupo methyl no carbono 17, para que ele possa ser resistente ao metabolismo hepático e não seja destruído. Assim, este esteroide passa a ser um 17-aa.

A Oxandrolona hoje pode ser considerada como um dos esteroides anabolizantes mais caros do mercado. Por ser um anabolizante com baixos efeitos anabólicos, ele precisa ser usado em grande quantidade, o que faz dele muito caro.

Geralmente você encontra um pote de Anavar com 100 comprimidos de 5mg. Se você tiver que usar 80mg por dia, vai gastar, em média, 16 comprimidos por dia, ou seja, 1 pote de Anavar por semana.

Os principais benefícios da oxandrolona

Entre suas principais aplicações iniciais estavam, e estão, o aumento de peso em pessoas com algum tipo de doença ou mesmo que estão em recuperação cirúrgica, pós-traumática ou infecciosa, para a reabilitação de pessoas com queimaduras, para o tratamento de osteoporose, para o auxílio no crescimento de crianças com dificuldades, entre outras.

O poder anabólico da oxandrolona é cerca de três a cinco vezes maior do que quando comparada com a testosterona e é justamente por isso que ela é tão difundida no meio esportivo. O Ratio de anabolismo da oxandrolona é de 322-630, enquanto o da testosterona, apenas 100.

Apesar dessas características, não é possível dizer que a oxandrolona seja uma droga ideal para ciclos, especialmente de ganho de massa muscular para homens.

Isso porque, seu poder anabólico até pode ser mais alto, mas suas dosagens também necessitam ser altas, fazendo com que o custo X benefício não valha a pena e, mais do que isso, fazendo também com que o indivíduo tenha efeitos hepatotóxicos e gástricos indesejáveis, pela alta dosagem.

Normalmente, quando usada por homens, a oxandrolona é colocada em algum ciclo de cutting, mas mesmo assim irá ser preciso combiná-la com uma testosterona e talvez outra droga de característica próxima, como a trembolona ou mesmo a drostanolona.

A oxandrolona aumenta a síntese protéica e o balanço nitrogenado nos músculos, fazendo assim com que haja um incremento de massa muscular e força, além de melhorar a recuperação do indivíduo e deixa-lo em um ambiente mais propício a evitar processos catabólicos.

Ainda, ela tem a capacidade de reduzir a secreção de glicocorticoides (como o cortisol), favorecendo este processo e também de reduzir drasticamente os níveis de SHBG, que é a proteína que inativa a testosterona. Assim, consegue-se elevar significativamente os níveis de testosterona livre no corpo, que é a testosterona que possui real atividade biológica.

O anavar também é conhecido no meio dos esportes de endurance, uma vez que faz com que haja um incremento no número de células vermelhas, resultando em maior oxigenação dos tecidos do corpo e maior capacidade aeróbia também. Nestes casos, obviamente, as dosagens são relativamente inferiores do que quando comparadas com as dosagens usadas por bodybuilders.

Por sua capacidade androgênica, ela pode aumentar a queima de gordura corpórea, uma vez que, além de se ligar aos receptores androgênicos, também reduz os níveis de globulinas ligadoras do hormônio tireoidiano, aumentando assim as concentrações e as quantidades de T3 ativos.

Desta forma, consegue-se um incremento natural na taxa metabólica basal, fazendo com que seu corpo queime mais calorias e construa maior quantidade de massa muscular, além de aproveitar também os compostos energéticos advindos de sua dieta.

Outros benefícios são:

  • Rápida oferta de energia, sob forma de fosfocreatina e ATP, para treinos de peso e musculação;
  • Aumento da motivação;
  • Aumento da resistência e potência anaeróbias;
  • Pouca retenção de água;
  • Aumento de força imediata;
  • Aumento da resistência.

Como utilizar a Oxandrolona (Anavar) Ciclo

A Oxandrolona só é encontrada no mercado em forma de comprimido, portanto a sua ingestão é bastante simples, até para aqueles possuem medo de injeção.

Porém é uma droga, e assim como outras, o seu uso de forma correta pode trazer diversos problemas para o seu corpo e para a sua saúde. Inclusive usá-la de forma incorreta fará com que você não tem resultados estéticos, mas apenas prejuízos na saúde.

Mas se você souber como usar, como se proteger dos efeitos colaterais e obter o máximo dos resultados, ela é bastante segura. Costumo dizer que “entre o medicamento e um veneno a diferença esta na dose e em saber usá-lo”. E com a oxandrolona não é diferente.

A forma mais correta de aprender a utilizá-la e indo ao médico, porém sabemos que no Brasil a maioria dos médicos não receitam esse tipo de medicamento, muitos deles por serem “patrocinados” pela industria dos suplementos, fazendo com eles nunca indiquem anabolizantes, “te forçando” a usar suplementos que nunca funcionam.

O uso de Anavar por homens

Apesar de anavar não ser uma droga muito usada por homens, ela pode ter aplicações para iniciantes ou para pessoas as quais estejam em um nível intermediário e queiram coloca-la em um ciclo de cutting.

Para homens, as dosagens médias podem variar de 50-150mg por dia. Porém, doses menores do que 80mg não apresentarão lá resultados satisfatórios e doses acima de 150mg até podem apresentar bons resultados, mas o custo X benefício e o grau de hepatotoxicidade alcançados não irão valer a pena.

Essas dosagens, devido a meia-vida do Anavar, devem ser divididas e administradas a cada 6h. Supondo então que você vá usar 80mg por dia, você deverá administrar 20mg de oxandrolona a cada 6h.

A oxandrolona deve ser combinada sempre com uma testosterona, pelo menos. Porém, por seu poder relativamente fraco, ela também pode ser combinada com outras substâncias tais quais a trembolona, a drostanolona, o primobolan ou mesmo a boldenona.

O uso da oxandrolona deve ser de até 8 semanas, sendo algo mais do que isso, altamente prejudicial ao tecido hepático.

O uso de Oxandrolona por mulheres

Mulheres têm como a droga mais usada e conhecida no mundo esportivo a oxandrolona, e isto não é por acaso. Ela possui efeitos colaterais relativamente baixos quando comparada com outras drogas.

Entretanto devemos salientar que esses efeitos colaterais podem existir e, assim como no caso dos homens, é válida atenção para eles.

Em geral, a oxandrolona irá aumentar a síntese protéica, construindo maior quantidade de massa magra, irá reduzir a gordura corpórea, aumentar a resistência e a recuperação pós-treino, favorecendo bastante mulheres, uma vez que elas, diferente dos homens, não precisam usar dosagens muito altas.

Visto que este esteroide anabolizante é de curto período de uso, podemos pensar em usá-lo logo nas primeiras semanas de ciclo, onde, além de estarmos com o fígado mais intacto, conseguimos dar um “start up” no ciclo, visto que a oxandrolona promoverá um aumento da força e uma redução do catabolismo, já deixando inicialmente o corpo em um ambiente anabólico e propício para o seu desenvolvimento.

No caso de mulheres, a oxandrolona normalmente é usada (visto que este esteroide é oral) em torno de 20-60mg por dia, sendo essas dosagens divididas e administradas a cada 6h.

Assim, supondo que você irá utilizar a oxandrolona numa dose de 40mg por dia, você irá administrar 10mg quatro vezes ao dia (a cada 6h). Ela pode ser combinada com outras drogas como a boldenona ou o próprio primobolan (metenolona).

Para mulheres, não há necessidade de algo maior do que 6 semanas de uso.

Efeitos colaterais

Apesar de bastante amenos quando comparados com os outros esteroides anabolizantes comumente usados pela maioria das pessoas, é importante salientarmos que eles existem sim e você deve entender um pouco mais sobre eles a fim de se prevenir adequadamente.

Alguns desses colaterais são:

  • Irregularidades menstruais;
  • Dores estomacais;
  • Náuseas;
  • Engrossamento da voz em mulheres, com crescimento incomum de pelos, principalmente no rosto;
  • Rouquidão;
  • Aumento da frequência urinária ou sede;
  • Perda de apetite;
  • imbras musculares ou espasmos;
  • Disfunções hepáticas;
  • Inibição do colesterol bom (HDL);
  • Inibição da testosterona natural, acarretando disfunção erétil, mudanças de humor;
  • Danos ao fígado e rins devido ao tipo de metabolização e excreção;
  • Insônia;
  • Hiperidrose (sudorese aumentada).

Abaixo irei comentar outros efeitos colaterais que são mais comuns, e podem ser mais perigosos se forem deixados de lado.

Efeitos estrogênicos

A Oxandrolona não aromatiza. Assim, por si só ela não causa efeitos como a ginecomastia, a retenção hídrica, entre outros colaterais desta natureza.

Apesar disso, ela pode, no efeito rebote após seu uso, causar uma brusca supressão nos níveis de produção e secreção naturais de testosterona, o que irá resultar em aumento do estrógeno no corpo e você terá prejuízos.

Portanto, é sempre necessário usá-la com uma testosterona durante o ciclo, e fazer uma adequada TPC para que você possa restabelecer o quão rapidamente for possível seu eixo após o ciclo.

Efeitos androgênicos

A Oxandrolona é androgênica, mas não ao extremo (apesar de ser derivada de DHT). E é justamente por isso que ela é uma droga bastante usada no público feminino.

Porém, sua leve androgenidade existe e, para mulheres mais sensíveis, podem ocorrer colaterais, como o aumento de oleosidade na pele, acne, crescimento de pelos faciais, calvice, redução das mamas e deformação da região genital.

Efeitos no sistema cardiovascular

A oxandrolona não está entre os esteroides anabolizantes que mais causam alterações negativas no sistema cardiovascular, mas eles podem ocorrer levemente, especialmente em pessoas com propensões ao desenvolvimento destes males.

Em especial, colesterol elevado, gordura no sangue e aumento do “colesterol ruim” podem ser adquiridos com o uso da oxandrolona, especialmente se você não tem os devidos cuidados dietéticos como um bom consumo de ácidos graxos insaturados (especialmente o ômega-3), um bom consumo de fibras alimentares, de nutrientes antioxidantes, de resveratrol, entre outros.

Para se ter noção, em níveis CLÍNICOS, a oxandrolona pode reduzir em até 30% os níveis de HDL (colesterol bom) e essas quantidades podem ser maiores do que 50% nos casos relacionados com seu uso no mundo esportivo.

Portanto, como não há nada a se tomar diretamente para reduzir este efeito colateral, o mais prudente a se fazer é mesmo atentar-se a dieta, consumindo alimentos os mais saudáveis possíveis e reduzindo o consumo de alimentos muito processados, de fast food, entre outros.

Efeitos supressivos a testosterona

Como todo e qualquer esteroide anabolizante, a oxandrolona pode inibir a produção de FSH e LH e, consequentemente, inibir a produção de testosterona pelas gônadas. Obviamente, quando comparada com outros esteroides bem mais supressivos, como a nandrolona ou a oximetolona, ela é mais amena, mas não deixa de produzir este efeito indesejável.

Especialmente após o ciclo com a oxandrolona, homens tendem a ter seu eixo HTP suprimido e, com isso, tendem a desenvolver hipogonadismo. Portanto, fazer uma TPC que esteja adequada com o ciclo realizado, é obrigação para qualquer indivíduo do sexo masculino.

Efeitos hepatotóxicos

A oxandrolona é um 17-aa e isso por si só já diz que ela é altamente hepatotóxica. Levando em consideração homens que precisam e/ou querem dosagens altas dessa droga em seu ciclo, estes efeitos tendem a ser ainda piores, já que com o aumento da quantidade, aumenta-se o risco de colaterais também. E este é o “pior” colateral do Anavar.

Por isso, resolvi dedicar um tempo maior para dar algumas dicas de como amenizar os efeitos colaterais em seu fígado. Entre eles:

  1. Você jamais deve usar a oxandrolona com outra droga 17-aa, como o stanozolol, dianabol ou oximetolona (hemogenin)
  2. Você sempre deve considerar o uso de um bom protetor hepático quando estiver usando a oxandrolona e até mesmo após o seu uso, a fim de resgatar o máximo possível da integridade de seu fígado. Exemplo de bons protetores hepáticos são: silimarina e TUDCA.
  3. Você não deve usar nenhum tipo de medicamento durante o ciclo com oxandrolona a não ser que ele seja REALMENTE MUITO NECESSÁRIO. Mesmo leves antitérmicos ou analgésicos podem trazer agravações ao tecido hepático.
  4. A Oxandrolona não deve ser usada por períodos maiores do que 8 (oito) semanas.
  5. Nenhum outro 17-aa deve ser usado após o ciclo de oxandrolona até que os principais exames hepáticos possam estar normalizados. Entre os exames mais necessários podemos citar: GGT, TGO, TGP e bilirrubina (especialmente a direta). Se possível, o monitoramento destes exames em ciclos de mais do que 6 semanas é interessante,
  6. Sua dieta deve ter compostos os quais possam auxiliar a desintoxicar o fígado. Alem da ingestão de antioxidantes, de vitaminas e minerais, de ácidos graxos essenciais ou mesmo de uma boa quantidade de água, você também pode usar alguns complementos, como a lectina de soja.
  7. Recomenda-se não ingerir a oxandrolona com o estômago vazio. Esta não é uma forma de reduzir sua hepatotoxicidade, mas pode ajudar a controlar os efeitos negativos no sistema gastrointestinal.

É necessário fazer TPC para Oxandrolona?

Sim, a TPC (terapia pós-ciclo) é necessária para qualquer tipo de ciclo de anabolizantes, pois é ela quem vai ajudar ao organismo na recuperação após o fim do ciclo, fazendo com que seu eixo hormonal volte mais rápido para o seu devido lugar.

E com a Oxandrolona (anavar) não é diferente!

Entre as substâncias mais usadas com a TPC de oxandrolona está o tamoxifeno, o citrato de clomifeno e o HCG.

Mulheres, entretanto não necessitarão fazer TPC, mas mesmo assim elas tendem a ter (em menores quantidades) seu eixo relativamente alterado. Portanto é necessário, através de exames clínicos, ver como estão as coisas, inclusive, para prevenir e/ou reverter quadros de infertilidade (que também podem ocorrer com homens).

A oxandrolona queima gordura ?

Muitas pessoas relatam a “queima de gorduras” com o uso da Oxandrolona, porém apesar disso acontecer com essas pessoas, não podemos dizer que o Anavar é um anabolizante que queima gorduras.

Na verdade nenhum anabolizante queima gorduras, propriamente dito.

O que acontece é que como a oxandrolona é um anabolizante com propriedades para aumento de massa magra real, ela faz com que o metabolismo esteja mais estimulado e acelerado, fazendo com que junto do aumento de massa magra, as gorduras possam ser eliminadas.

Mas isso só irá acontecer se a sua dieta for favorável para a queima de gorduras!

Onde comprar Oxandrolona e Preço do Anavar ?

Este é um medicamento que pode ser comprado em Farmácias de Manipulação, com receita médica. Seu preço varia de acordo com os miligramas dos comprimidos, em média custa:

  • 5mg (100 comprimidos) – R$150,00
  • 10mg (100 comprimidos) – R$220,00
  • 30mg (100 comprimidos) – R$300,00
  • 40 mg (100 comprimidos) – R$400,00

Geralmente, as farmácias de manipulação fazem até 10mg com mais facilidade. Acima disso, tende a ser mais complicado, mas procurando acha-se.

Para os que não possuem receita médica, o jeito é tentar no “mundo underground”… Com vendedores de academia, farmácias de bairro, que geralmente fazem vista grossa para receita médica, internet, entre outros lugares.

Avaliações
Este produto ainda não tem comentários.
Este produto ainda não tem comentários.
  • mínimo de 50 caracteres
    0 caracteres
*A sua avaliação pode ser publicada em nossos sites e ajudará outras pessoas na escola de seus produtos.