• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • Conheça as principais dúvidas do praticante de musculação iniciante

    Descubra quais são as maiores dúvidas (e suas respostas) que os praticantes de musculação iniciante possuem e aproveite para tirar a sua também...

    Quem nunca se perdeu no meio de tanta informação? No mundo frenético que se vive hoje, a cada instante temos novos conceitos, novas ideias e informações as quais podem ou não ser relevantes para o que queremos. Porém, é óbvio que, mesmo para aquele que tem uma base solidificada, muitas vezes esse “monte de informações” o deixa confuso também, mostrando que não somente pessoas novas no assunto terão algum tipo de dificuldade.

    Além do fator individualidade fisiobiológica, temos também fatores relacionados a preferências diferentes a certa de treinamentos, dietas, suplementação e uso de ergogênicos entre outros temas pertinentes à área. E é claro que isso faz com que uma confusão passe a ocorrer, especialmente na cabeça de iniciantes, que ainda não tem uma base solidificada pela experiência.

    Whey Protein

    Apesar de muitas coisas serem relativas, existem outras as quais podem ser consideradas verdades completas ou mentiras. Por exemplo: É variável uma pessoa ter melhor resposta a determinado exercício do que outra, assim como é uma verdade completa que, carboidratos são a principal fonte de energia do corpo e ainda, uma mentira completa a qual dizem que você só consegue perder peso excluindo os carboidratos da dieta.

    Desta forma, hoje traremos um pequeno guia das dúvidas mais frequentes entre praticantes de musculação, tanto no que repercute em aspectos relacionados à dieta e suplementação, quanto aspectos relacionados ao treinamento e uso de ergogênicos. Portanto, se você deseja entender um pouco mais, recomendo que prossiga.

    1- Como posso desenvolver partes mais fracas do meu corpo?

    O primeiro ponto a se observar quando se tem uma parte fraca no corpo é a forma a qual você está fazendo as coisas. Se, provavelmente, você está com essa e outras várias partes fracas no corpo, então, muito provavelmente seu treinamento e sua dieta de uma forma geral estão errados, ou incoerente com seus objetivos.

    Neste caso, você terá de ajustar absolutamente tudo, aumentando as quantidades de alimentos na dieta (ou reduzindo, mudando a forma de treinar etc).

    Porém, se você estiver com uma ou outra parte do corpo fraco, o primeiro ponto a ser levado em consideração é a forma de execução e técnicas dos exercícios. Isso porque, não adianta incrementar sistemas, técnicas avançadas entre outras formas de aumentar a intensidade do treino, se você não está com o básico sendo bem feito. Executar exercícios errados é um dos principais motivos pelo mau desenvolvimento de partes específicas.

    Em segundo lugar, se você observa que, aparentemente está fazendo tudo certo, então, seu músculo pode ter se adaptado a algum estímulo ou a alguns estímulos e, nesse caso, mudanças bruscas podem ser necessárias.

    Por exemplo, se você treina 1X um grupo muscular na semana deficiente, passe a treinar duas ou três, para ver como seu corpo responde. Se você já treina três vezes, por exemplo, passe a treinar apenas uma, para proporcionar melhor descanso. Aliás, por falar em descanso, muitas vezes  problema não está na falta de treino, mas, na falta de descanso.

    2- Todas as calorias são iguais?

    A grosso modo, no que refere-se aos macronutrientes, os carboidratos e proteínas fornecem 4Kcal/g e os lipídios 9Kcal/g, sendo que, tudo isso será usado como energia.

    Além isso, todos os carboidratos digeríveis pelo corpo fornecerão a mesma quantidade de calorias, assim como os lipídios e proteínas seguem a mesma linha de raciocínio.

    Isso fez com que muitas pessoas passassem a simplesmente se preocupar em “bater os macronutrientes”, ou seja, consumir as quantidades as quais necessitam de macronutrientes e consequentemente, de calorias sem se importar com a fonte que eles vem.

    Whey Protein

    Claro! É possível afirmar que, energeticamente, isso não é um erro. Mas, é improvável que isso te leve a bons resultados na musculação, sejam eles estéticos ou de saúde.

    A musculação é muito mais precisa do que simplesmente consumir uma quantidade ideal de micronutrientes, mas ela envolve processos de sinalização, processos de inibições etc. Para isso, nutrientes específicos são necessários em momentos específicos, uma vez que cada um deles terá um efeito fisiológico no corpo.

    LEIA TAMBÉM >>> Calorias, o que são e como devemos calcula-las!

    Não! NÃO É A MESMA COISA comer um pedaço de salmão e um pedaço de cupim bovino. Apesar de ambos serem gordurosos, por exemplo, um fornecerá ômega-3, o outro maior quantidade de lipídios saturados e assim por diante.

    Portanto, você precisa saber o que necessita naquele momento para fazer a seleção dos alimentos que te fornecerão isso. Do contrário, você simplesmente estará ingerindo energia.

    Lembre-se que o corpo requer antioxidantes, vitaminas, minerais e outros nutrientes além dos macronutrientes. Portanto, essencialmente você deve se importar com a qualidade do que você come.

    3- Fast food pode me ajudar a ganhar massa muscular no offseason?

    Tem gente que costuma confundir comer em offseason, com entupir-se de porcarias com a justificativa de que está em offseason. E isso é notável quando vemos um bom físico e um físico ruim, por mais que ele tenha secado ou melhorado.

    Fisiculturista comendo em fast food

    Apesar do junkie food (dia do lixo) ser uma estratégia nutricional e apesar de termos de nos dar a certos  luxos de vez em quando, é essencial que possamos ter em mente que ele não será a base para a nossa construção muscular, isso porque, assim como mencionamos anteriormente, ele não tem os princípios nutricionais os quais o corpo precisa para promover o anabolismo ,propriamente dito. Dito de outra forma, ele apenas fornecerá grandes quantidades de calorias.

    Além disso, quando você se entope de junkie food, ou comida de má qualidade, no offseason, achando que está “crescendo”, você acaba ganhando gordura demais, por mais que ganhe um pouco de massa muscular.

    LEIA >>> Inserir Fast Food na alimentação é uma boa maneira de aumentar minhas calorias diárias?

    O problema é que para secar, você acaba perdendo o pouco de massa muscular que construiu, conseguindo apenas ter pedido seu tempo.

    Assim, vale sempre a pena ser sensato em suas escolhas. Levar em consideração o equilíbrio, é a chave para se conseguir bons resultados na musculação que é um esporte de continuidade e um esporte o qual temos de buscar a progressão dia-a-dia.

    4- Devo sempre usar exercícios básicos?

    O uso dos exercícios básicos nos treinamentos é extremamente, pois através deles é que torna-se possível trabalhar as capacidades gerais do corpo e desenvolvê-lo com o máximo de eficiência.

    Whey Protein

    Sem sombra de dúvidas, todos os praticantes de musculação deveriam começar a usar movimentos básicos e livres ao invés de serem simplesmente jogados em máquinas para facilitar o trabalho de algum professor de Educação Física.

    LEIA TAMBÉM >>> Exercícios básicos da musculação, inclui-los ou não em minha rotina de treinos?

    Termogenico

    Entretanto, muitas pessoas se tornam “extremistas” demais prezando  SEMPRE pelos exercícios básicos. Isso as torna obsoleta, visto que exercícios complementares, variações e formas diferentes de se realizar movimentos podem ser eficientes também. Não, não estou dizendo que você vai se consolidar com essa segunda opção, mas, ela te ajudará no seu desenvolvimento se bem utilizada.

    De uma forma geral, você pode sempre ter exercícios básicos no seu treino, assim como pode não os ter. Tudo dependerá do que você busca, do seu progresso e principalmente da forma a qual seu corpo responde.

    5- Devo praticar exercícios aeróbios antes ou depois do treinamento de musculação?

    Essa também está entre as dúvidas mais frequentes dos praticantes de musculação. Isso porque, grande parte deles desconhecem mecanismos fisiológicos básicos. E isso faz com que eles desconsiderem os tipos de treinamentos que estão realizando e as fontes energéticas recrutadas em cada qual.

    Mas, vamos explicar detalhadamente para que você possa entender:

    Seu corpo tem várias formas de recrutar energia. Umas demoram mais e outras são imediatas. Por exemplo, para se recrutar energia advinda da gordura corpórea, é necessário certo período de gastos prévios para que o corpo busque a ela, isto, sem contar que processos como a Beta-Oxidação não são tão rápidos.

    Ainda, para se recrutar energia rápida, o corpo pode utilizar o mecanismo de creatina fosfato ou fosfocreatina, para movimentos explosivos também, como em bruscos empurrões, corridas de tiro, levantamento de peso e claro, a musculação.

    A musculação está idealmente em uma zona de treinamento anaeróbio, ou seja, de rápida utilização energética. Sendo assim, as primeiras fontes as quais são recrutadas para fornecer energia durante as atividades físicas será a do mecanismo creatina fosfato, depois o glicogênio e assim por diante.

    Você, quando chega na academia, está ou pelo menos, espera-se que esteja, com bons níveis e reservas energéticas para realizar seu treino. Porém, digamos que você decida praticar exercícios aeróbios antes do treino anaeróbio. O que ocorrerá? Todas as vias energéticas primárias as quais seriam utilizadas no treinamento anaeróbio já estarão sendo gastas no exercício aeróbio e portanto, você terá queda no rendimento do seu treinamento com pesos.

    Agora, suponhamos que você faça exatamente o contrário, ou seja, deixe os aeróbios para depois da musculação, você consegue otimizar a queima de gordura, visto que o corpo não irá precisar gastar todas as suas fontes primárias de energia antes.

    Esse e um ponto tão relevante que, inclusive, remete ao pensamento de que aquecer na esteira é a pior forma que você teria para se aquecer.

    Portanto, lembre-se: Exercícios aeróbios nunca devem ser feitos antes do treino anaeróbio. Caso eles sejam feitos, você precisará e PELO MENOS 8h de espaçamento para então treinar com pesos.

    LEIA MAIS SOBRE >>> Aeróbicos: fazer antes ou depois do treinamento?

    6- Como posso corrigir assimetrias musculares

    É muito frequente pessoas reclamarem que tem algum tipo de assimetria muscular, normalmente nos braços e/ou coxas. Entretanto, isso é relativamente normal e alguma assimetria você sempre vai ter.

    Porém, isso não quer dizer que toda assimetria seja normal: Há algumas que comprometem por total o físico, como um braço sendo 2-3cm maior do que o outro. Para isso, claro, é necessário um protocolo correto de treinamento e que vise tal objetivo.

    O treinamento que busca corrigir assimetrias musculares pode ou não ser de maneira unilateral. Algumas pessoas costumam usar sim exercícios unilaterais para essa finalidade. Porém, alguns questionam a eficiência em usar o máximo do lado mais fraco, por exemplo e depois de maneira submáxima do lado maior forte.

    APRENDA >>> 03 dicas para corrigir assimetrias musculares!

    Sabe-se que é possível usar exercícios bilaterais para corrigir assimetrias, porém, você precisa de um pleno controle neuromotor. Muitas vezes, por nos importarmos demais com a carga qu estamos usando, deixamos e nos concentrar na musculatura alvo e isso gera ainda mais assimetrias.

    De uma forma geral, com ou sem exercício uni ou bilaterais, o mais importante será mesmo o controle neuromotor refinao. E isso, você conseguirá na prática.

    7- Devo ingerir aminoácidos para evitar o catabolismo no aeróbio em jejum?

    Apesar de para um iniciante, aeróbios em jejum serem totalmente prejudiciais e mais destrutivos do que outra coisa, muitos costumam fazer. Porém, pensam que as chances de perder massa magra são altas e passam a usar aminoácidos antes do aeróbio, como a L-Glutamina e os BCAAs.

    Porém, aeróbio em jejum é EM JEJUM! Isso porque, quando usamos BCAAs, especialmente pelo fato de estarmos ingerindo o aminoácido L-Leucina, temos um estímulo à secreção de insulina, que é antagônica a lipólise e sinalizadora da lipogênese. Já os outros BCAAs ainda podem ser convertidos em corpos cetônicos ou mesmo em fontes de glicose para o corpo.

    A L-Glutamina, por ser gliconeogênica, também  poderá fornecer energia ao corpo, evitando com que ele recrute da gordura corpórea.

    Portanto, caso você decida por fazer aeróbios em jejum, é fundamental que você adeque a intensidade, a duração e o período o qual você irá praticá-los.

    APRENDA >>> Os maiores erros e acertos de quem faz Aeróbico em Jejum!

    Conclusão:

    Existem inúmeras e infinitas dúvidas nos dias atuais a cerca da musculação. Portanto, é fundamental que possamos sempre buscar novas informações para que consigamos adequar aos nossos protocolos, atendendo assim as nossas necessidades individuais.

    Faltou a sua dúvida aqui? Então deixe-a nos comentários que iremos lhe responder pessoalmente.

    Bons treinos!

    Whey Protein





    /* */