Posted on 71 Comments

Dianabol (Metandrostenolona): O anabolizante mais utilizado para ganho de massa muscular!

Dianabol para que serve e beneficios cicloTempo de Leitura: 15 minutos


O que é Dianabol , também conhecido pelo nome de metandrostenolona, é um dos anabolizantes mais conhecidos e utilizados entre os praticantes de musculação. Isso porque, ele foi o segundo anabolizante feito em laboratórios a partir da testosterona, um dos hormônios mais produzidos pelos homens.

Por seus efeitos anabólicos serem enormes e muito mais rápidos, o dianabol é muito procurado por pessoas que desejam aumentar a massa muscular e a força, para que o rendimento nos treinos seja muito maior, melhorando seus resultados de forma rápida e expressiva.

Os benefícios do Dianabol são bastantes conhecidos (não é atoa que muitos desejam), mas além desses efeitos desejáveis, há também alguns efeitos colaterais específicos desse anabolizante. Precisamos conhecer os dois lados e ver se compensa ou não o seu uso.

Nesse artigo, preparamos um guia completo sobre o Dianabol : seus principais benefícios, seus efeitos colaterais (tanto para homens, quanto para mulheres), formas de uso, possíveis combinações e muito mais!

 

História do Dianabol

A metandrostenolona, ou dianabol, foi descrita pela primeira vez em 1955. Foi lançada no mercado de medicamentos prescritos nos Estados Unidos em 1958, sob a marca Dianabol da Ciba Pharmaceuticals. A Ciba desenvolveu a metandrostenolona com a ajuda do Dr. John Ziegler, que era o médico de várias equipes olímpicas dos EUA, incluindo o levantamento de peso.

Ziegler percebeu que os russos estavam abusando fortemente de testosterona em seus atletas de força (desde sempre, né). De acordo com Ziegler, o hormônio estava tendo efeitos colaterais visíveis, e um atleta teve um aumento tão profundo da próstata que ele foi forçado a urinar com a ajuda de um cateter.

Enquanto trabalhava com a Ciba, a empresa testou um esteróide (sintetizado anteriormente) que reduziu a androgenicidade se comparado com a testosterona, mas com a propriedade de construção de massa mantida (anabolismo). Isso foi feito alterando-se a estrutura química básica da testosterona de uma forma que alterou o seu metabolismo e disposição no corpo. Com a ajuda do Dr. Ziegler, a Ciba trouxe para o mercado um dos “mais eficazes anabolizantes” orais e medicamentos a base de esteroides já conhecidos: a metandrostenolona, mais conhecido como Dianabol (diana para os íntimos).

O sucesso da droga foi rápido e de grande alcance. Os atletas do Dr. Ziegler estavam rapidamente tendo ótimos avanços em suas carreiras competitivas com a ajuda do medicamento. Segundo os relatórios, Ziegler também parecia estar muito impressionado, pelo menos por um tempo .

Mas, no início da década de 1960, estava começando a parecer que Dianabol havia provocado uma grande onda de abuso de esteróides em esportes competitivos. As primeiras recomendações de Ziegler sugeriam apenas 5 mg por dia ou até 15mg, no máximo. Porém essas recomendações foram ignoradas, em grande parte por atletas, que desenvolveram sua própria estratégia de dosagem (e potencialmente perigosas). O dr. Ziegler logo se tornou desconfortável com o uso indevido da droga e tornou-se uma voz de oposição ao doping esportivo. O dianabol foi tipo um Frankstein dos esteroides: seu criador perdeu o controle sobre suas ações.

Em 1967, aproximadamente 10 anos após a primeira introdução do dianabol aos atletas, a FDA condenou categoricamente o uso de esteróides anabolizantes nos esportes. Já em 1965, o dianabol estava começando a cair na “malha fina” da Food and Drug Administration (FDA), que pediu que a Ciba esclarecesse o uso médico do dianabol, que foram declarados como “ajuda para pacientes em estados debilitados”.

Em 1970, A FDA aceitou que o dianabol era “provavelmente eficaz” em tratamento de osteoporose pós-menopausa, deficiência pituitária e nanismo. Essas mudanças foram refletidas nas recomendações de prescrição de drogas durante a década de 1970, e a Ciba foi autorizada a continuar vendendo e estudando o agente.

No início dos anos 80, a FDA havia retirado o seu “provavelmente eficaz” no nanismo e deficiência da glândula pituitária e continuou pressionando a Ciba para mais esclarecimentos, os quais nunca vieram, e, então, em 1983, a Ciba oficialmente retirou o dianabol do mercado dos EUA.

Talvez o desinteresse financeiro tenha dado uma mãozinha para o seu abandono, pois a Ciba teria que investir uma grana para manter o medicamento aprovado. A FDA retirou todos os genéricos e formas de metandrostenolona do mercado dos EUA em 1985, uma época em que a maioria das nações ocidentais também estavam eliminando a droga, achando sua existência justificada principalmente por doping esportivo. A metandrostenolona ainda é produzida hoje, mas tipicamente em países com regulamentos mais “liberais” para medicamentos prescritos, e por empresas que ainda preferem atender a um mercado esportivo underground.

O que é Dianabol?

Quimicamente, a molécula de dianabol nada mais é do que a molécula de testosterona com uma dupla ligação no carbono 2, fazendo com que ela tenha menos efeitos masculinos, mas mantenha suas propriedades anabólicas.

Além disso, foi adicionado um grupo methyl no carbono 17 para que ela pudesse passar pelo metabolismo hepático e, após isso, exercer suas funções.

Portanto, a Dianabol oral e mesmo a dianabol injetável são anabolizantes conhecidos como 17-aa.

A relação de androgênico (características masculinas) da Dianabol é de 40-60, tendo então uma baixa afinidade com o receptor androgênico quando comparada com a testosterona.

Tabela nutricional, ingredientes e composição

Dianabol Tabela Nutricional Efeitos Colaterais
Dianabol Tabela Nutricional Efeitos Colaterais

Benefícios do Dianabol

O Dianabol é um derivado de testosterona. Sendo assim, ele possui um potencial anabólico por alguns fatores os quais a testosterona também promove.

O primeiro deles é pelo significativo aumento na síntese proteica. Agindo no núcleo celular, o dianabol aumenta sinalizações para que sínteses ocorram numa velocidade muito mais elevada. Sendo assim, o tecido muscular sofre maiores sínteses, melhora sua recuperação e se adapta mais rápido aos estímulos, promovendo não somente a hipertrofia, mas a hiperplasia (aumento de alguns orgãos ) também. Junto a isto, há um grande aumento nos níveis de retenção de nitrogênio no músculo, propiciando um ótimo ambiente anabólico.

O segundo ponto é que o Dianabol reduz os níveis de glicogenólise, ou seja, da quebra de glicogênio. Sendo o glicogênio um dos responsáveis pelo volume muscular, pela retenção de água no tecido muscular e também pelo fornecimento de energia os músculos, certamente, com maiores concentrações dele no ambiente muscular, conseguimos resultados mais satisfatórios.

O Dianabol também é um anabolizante conhecido por aumentar os potenciais de força e de retenção de líquidos, auxiliando na prevenção de danos articulares, que podem ser causados pelo  aumento de força.

Ciclos de dianabol costumam proporcionar resultados em muito pouco tempo, o que também é um benefício. Por exemplo, com 4 semanas de uso de dianabol, conseguem-se ganhos de 4-6kg. É justamente por essa característica de promover ganhos tão rapidamente que o Dianabol é usado no começo de algum ciclo.

Para que serve o Dianabol?

O Dianabol normalmente é usado de maneira inicial no ciclo, como um “start up. As dosagens médias para um ciclo inicial de Dianabol são de 50-60mg por dia, sendo que, para indivíduos mais avançados, doses de 100-150mg por dia são relativamente comuns.

Apesar de ser tipicamente usada em ciclos de bulking (ganho de massa), ela pode ser estrategicamente usada também por pessoas que estejam em período de cutting (perda de gordura).

Dentro do cutting, pode ser para hidratar o plasma (substância orgânica presente no sangue) e melhor receber outras substâncias. Nestes casos, a dianabol é usada em dosagens bastante baixas, algo em torno de 20-40mg por dia por 3-4 semanas. Também pode ser usada em casos onde a dieta está restrita e por pessoas as quais não possuem tanta facilidade de subir o seu peso, já que ela ajuda na retenção de líquidos e pode ser usada para que se sinta mais “cheio”, com uma aparência de melhor densidade muscular.

Quando usada para bulking, pode ser combinada com outros anabolizantes, como a: nandrolona ou a oximetolona (apesar de não ser recomendável usar dois 17-aa no mesmo ciclo).

Independentemente de qual seja seu ciclo, a presença de alguma testosterona (normalmente de éster longo no bulking e éster médio ou curto no cutting) é essencial, uma vez que o Dianabol pode causar séria supressão ao eixo HTP. Saiba mais para que serve Dianabol.

Como a metandrostenolona é encontrada hoje em dia?

A metandrostenolona está disponível tanto para humanos, quanto para os animais (uso veterinário). Composição e dosagem podem variar de acordo com o país e o fabricante.

A metandrostenolona foi concebida como um anabolizante esteroide oral contendo 2,5 mg ou 5 mg de esteróide por comprimido (dianabol original). As marcas modernas geralmente contêm 5 mg ou 10 mg por comprimido.

A metandrostenolona também pode ser encontrada em preparações veterinárias injetáveis. Estes são tipicamente baseados em soluções oleosas que contém 25 mg / ml de esteróides.

Saiba mais onde comprar Dianabol.

Efeitos colaterais

Sabemos que o dianabol possui muito benefícios, mas juntos dele, também existem alguns efeitos colaterais. E por isso precisamos saber quais são, para entendermos se vale a pena, ou não, o uso deste anabolizante.

Vamos a eles:

Estrogênicos

Dianabol tem um efeitos estrogênico notável, ou seja, ele pode fazer com que os níveis de hormônios femininos aumentem muito durante seu uso e após o seu uso também.

A metandrostenolona é um esteroide moderadamente estrogênico. A ginecomastia é, muitas vezes, uma preocupação durante o ciclo e pode apresentar-se bastante cedo (particularmente quando doses mais elevadas são usadas).

Ao mesmo tempo, a retenção de água pode se tornar um problema, causando uma notável perda de definição muscular. Pessoas sensíveis podem, portanto, querer manter o estrogênio sob controle com a adição de um anti-estrogênio como Nolvadex ou Proviron. Uma outra alternativa é usar um inibidor de aromatase como Arimidex (Anastrozol), que é um remédio mais efetivo para controle de estrogênio. Os inibidores da aromatase, no entanto, podem ser bastante caros e ter um efeito negativo nos lipídios sanguíneos.

Androgênicos

Embora classificado como um esteroide anabólico, os efeitos referentes ao lado androgênico (características masculinas) ainda são comuns com esta substância.

Isso pode incluir pele oleosa, acne e crescimento de pelos no corpo e rosto. Os esteroides anabolizantes e androgênicos também podem agravar a perda de cabelo nos meninos. Indivíduos sensíveis aos efeitos androgênicos da metandrostenolona podem usar um anabolizante mais suave, como Deca-Durabolin (nandrolona).

As mulheres também devem ser avisadas dos potenciais efeitos virilizantes de esteroides anabolizantes androgênicos, que podem incluir um engrossamento da voz, irregularidades menstruais, mudanças na textura da pele, pelos no rosto e aumento do clitóris.

Hepatotoxicidade

A metandrostenolona é um composto c17-alfa alquilado. Esta alteração protege o medicamento da desativação pelo fígado, permitindo uma porcentagem muito alta da entrada dessa substância na circulação sanguínea após a administração oral. Esse tipo de esteroidepode ser muito hepatotóxico, ou seja, trazer problemas ao fígado.

Uma exposição prolongada ou alta dosagem pode resultar em dano no fígado e, em casos muito raros, com risco de vida. É aconselhável consultar um médico periodicamente durante cada ciclo para monitorar a função do fígado.

Não é recomendável que se misture a Dianabol com algum outro anabolizante que seja 17-aa, como stanozolol ou oxandrolona. Além disso, o uso de protetores hepáticos e a realização de exames periódicos tornam-se fundamental.

Entre esses protetores hepáticos, podemos citar a silimarina (200mg por dia). Hepatoprotetores mais naturais, como chá de boldo, chá de alcachofra e chá de espinheira santa também podem ajudar.

Uma boa dieta e um consumo adequado de água também são fundamentais para a saúde de seu fígado.

Cardiovasculares

Os esteroides anabolizantes e androgênicos podem ter efeitos prejudiciais sobre o colesterol. Isso inclui uma tendência a reduzir o HDL (colesterol bom) e aumentar o LDL (colesterol ruim).

A metandrostenolona tem um forte efeito sobre o controle do colesterol hepático devido à sua resistência estrutural á degradação do fígado e à via de administração. Os esteroides anabolizantes e androgênicos também podem afetar negativamente a pressão sanguínea e triglicerídeos, reduzir o relaxamento do endotélio e ajudar na hipertrofia ventricular esquerda, todos fatores potenciais no aumento do risco de doença cardiovascular e infarto do miocárdio.

Além disso, o aumento da pressão arterial pode ocorrer, especialmente em pessoas pré-dispostas através do aumento da retenção de líquidos.

Para ajudar a reduzir a tensão cardiovascular, é aconselhável que se mantenha um programa ativo de exercícios cardiovasculares, sempre prescrito por um profissional de Educação Física, e minimizar a ingestão de gorduras saturadas, colesterol e carboidratos simples durante a administração da droga, complementando a dieta com ômega-3 e um antioxidante, como Lipid Stabil ou um produto similar.

Supressão de testosterona

Todos os esteroides anabolizantes e androgênicos quando tomados em doses suficientes para promover o ganho muscular suprimem (diminuem) a produção endógena (natural) de testosterona, isso é inevitável. A metandrostenolona não é uma exceção, e é conhecida por sua forte influência sobre o eixo HPT (hipotálamo-pituitaria-testicular).

Estudos clínicos que submeteram 15 mg por dia em homens durante 8 semanas fizeram o nível de testosterona no sangue cair em 69%. Sem a intervenção de substâncias estimuladoras da testosterona, os níveis devem voltar ao normal dentro de 1-4 meses a partir do término do uso.

Por isso é que se recomenda o uso de dianabol SEMPRE acompanhada de uma testosterona, mesmo em doses baixas. Após o ciclo de dianabol, é necessário fazer TPC (terpia pós-ciclo). E há de se salientar que o HCG é altamente aplicável para estimular novamente a produção de LH e de FSH que são responsáveis por sua vez em estimular as gônadas a produzirem testosterona e espermatozoides.

Efeitos no sistema gastrointestinal

O Dianabol pode proporcionar alguns desconfortos gástricos em indivíduos mais sensíveis ou que tenham algum tipo de doença, como a úlcera ou gastrite (mesmo que nervosa).

Esses indivíduos devem se atentar a não usar a Dianabol em jejum e mesmo assim, devem buscar algum protetor da parede gástrica caso sintam desconfortos, como o omeprazol. Porém, estes medicamentem devem apenas se usados se houver desconforto.

Como usar o Dianabol?

Estudos demonstraram que tomar um esteroide anabolizante oral com alimentos pode diminuir sua biodisponibilidade. Isso é causado pela natureza solúvel em gordura dos hormônios esteroides, que pode permitir que alguma droga se dissolva com a gordura dietética não digerida, reduzindo sua absorção no trato gastrointestinal. Para uma utilização máxima, este esteroide deve ser tomado com o estômago vazio.

A meia-vida do dianabol é de apenas 3 a 5 horas. O esquema de dosagem diária única (tomado apenas uma vez) produzirá uma concentração da droga variável a nível sanguíneo, com altos e baixos ao longo do dia. O usuário deve dividir a ingestão dos comprimidos durante o dia ao invés de ingerir todos ao mesmo tempo para tentar regular a concentração no sangue.

Normalmente, doses de 15mg por dia já conseguem mostrar efeitos notáveis, porém, é mais eficiente para ganho de massa muscular o uso de algo entre 25mg-30mg por dia. Na prática, pessoas podem chegar a usar de 50-150mg por dia de dianabol, porém os riscos de colaterais aumentam demais e não é recomendado sem acompanhamento médico e exames.

O dianabol combina bem com uma variedade de outros anabolizantes, mas mostrou-se muito interessante ao misturar-se com Deca-Durabolin (nandrolona). Juntos, pode-se esperar ganhos excepcionais de músculo e força, com efeitos colaterais não muito piores do que seria com o dianabol sozinho. Para ganhos de massa pura, um éster de testosterona de ação prolongada como o enantato ou cipionato pode ser usado.

O tempo de detecção do dianabol em seu organismo é de aproximadamente 6 semanas após a ingestão da ultima dose do anabolizantes. Saiba mais como tomar Dianabol.

Como montar ciclo de Dianabol?

A montagem de um ciclo é uma das partes mais dificis para quem decidiu utilizar anabolizantes e que obter o máximo dos resultados, mas sem os efeitos colaterais. O mais correto seria procurar um médico e ser orientado, mas sabemos que no Brasil isso é complicado. A maioria não sabe nada sobe o uso de anabolizantes e os que sabem não indicam por ética profissional.

Por isso eu resolvi criar o Programa Fórmula dos Gigantes, onde eu ensino aos meus alunos sobre o uso correto, eficaz e seguro dos anabolizantes.

No Fórmula dos Gigantes você vai aprender como montar seu ciclo, como misturar os anabolizantes e vai ter tudo mastigadinho para você. Ciclos prontos, com dosagens, tempo de uso, horário de uso, formas de uso, proteções de cada ciclo, TPC de cada ciclo e muito mais. Tudo para que você possa fazer um uso consciente e eficaz.

Além disso, receberá também dietas prontas e treinos prontos, para maximizar ainda mais os seus ganhos de resultados!

Uso de Dianabol por Mulheres

Não há muitos relatos sobre o uso de dianabol por mulheres, mas ele está longe de ser um anabolizante indicado, pois seus efeitos androgênicos (características masculinas) causarão grande virilização, como o crescimento de pelos, engrossamento de voz, redução das mamas, alterações das genitálias, infertilidade e etc.

O Dianabol também é uma substância que promove ganhos de retenção de líquidos, ou seja, para a maioria das mulheres isso significará acabar com os fatores estéticos os quais a maioria deseja.

De uma forma geral, podemos considerar que o dianabol é um anabolizante muito forte para mulheres, por maiores que sejam os ganhos e objetivos de cada uma delas. Opções como a oxandrolona, stanozolol ou a nandrolona parecem ser mais viáveis e menos arriscados para as mulheres.

Portanto, não considere o uso de dianabol caso você seja mulher!

Onde comprar a metandrostenolona/dianabol com o melhor preço ?

Formas farmacêuticas legítimas da metandrostenolona são raras. A medicina ocidental removeu completamente este esteroide, alegando não possuir real valor terapêutico. Sua existência potencial é vista apenas para uso estético e atlético e, portanto, você não vai encontrar dianabol legítimo sendo produzido nos EUA, Canadá ou Europa Ocidental. Esta droga é feita exclusivamente em áreas como a Ásia, América do Sul (limitada) e Europa Oriental. Ignore qualquer coisa rotulada como italiano ou espanhol, é uma cilada! Eles não serão legítimos!

Em relação a alguns dos produtores de drogas legítimas no mercado negro, você encontra os famosos comprimidos da Tailândia, com o nome de Anabol (British Dispensary). Devido à falsificação desenfreada, o fabricante instituiu três formas de segurança. A primeira é um adesivo holográfico. A segunda, os próprios comprimidos são impressos com a forma da cobra da empresa. Por fim, a embalagem de 1000 comprimidos traz o logotipo da empresa na tampa de plástico.

Note-se que a Anabol está em tão alta demanda que alguns falsificadores avançados estão duplicando os hologramas da British Dispensary, com corantes personalizados para os comprimidos e potes de plástico impressos com o logo da empresa. Eles parecem muito com o produto original, mas todos, até agora, falharam em pequenos detalhes. Certifique-se de comparar os recursos do seu produto com o Anabol real nas fotos originais disponíveis na internet. Observe que o produto traz um número de lote impresso pelo computador e data de validade.

A British Dispensary também fabrica uma versão de 10 mg chamado Anabol 10. Este produto traz as mesmas características de segurança do produto regular, mas em um pacote menor, amarelo e branco, com comprimidos idênticos, na forma, à versão de 5 mg, e também carregam o logotipo da empresa impressa neles. A única diferença é a sua cor, que é amarela em vez de rosa.

O genérico “Russian D-Bol” (METAHAPOCTEHOROH) ainda é produzido na Rússia por Akrikhin (o nome parece ser Akpnxnh em cirílico). A caixa atual é de cor roxa e carrega 10 tiras de 10 comprimidos cada. Essa foi muito popular no Brasil na década de 90, conhecida como o famoso “dianabol russo” e, como tal, também foi uma falsificação regular. A maioria das falsificações foram pequenas cópias do original, muitas vezes vindo em potes de comprimidos soltos em vez de blister.

Isso não quer dizer que a versão em tiras de comprimidos assegura uma compra segura, no entanto, tome cuidado em comparar seu produto com as fotos originais. O fabricante começou a fazer uma versão deste produto para o mercado ucraniano e o nome que aparece na embalagem é Akpixih. Alguns “especialistas sem noção” identificaram erroneamente esta grafia como falha, acreditando que isso fosse um erro ao se escrever Akpnxnh, mas não é.

Methandon e Melic da Tailândia são itens legítimos, e vêm embalados em recipientes de 1.000 comprimidos cada. Ambos os produtos são relativamente raros no mercado negro, embora acredite-se que ambos estejam em produção. Ambos os produtos têm 5 lados (pentágono) são rosas e são muito semelhantes. O Methandon (que antigamente era um comprimido branco liso) carrega as letras “ES” gravadas neles.

O Naposim, versão da Romênia ainda está disponível. Ele vem em uma caixa branca, contendo 10 comprimidos triangulares. Observe que o Naposim real tem data e número de lote em ambas as extremidades. Algumas falsificações no passado ignoraram isso, colocando-os apenas em uma extremidade. Além disso, há uma pequena “ponta” (formando um pequeno mamilo) no centro de cada bolha de comprimidos no Naposim real.

Fakes deste produto foram fabricados sem essa ponta e são lisos nas bolhas de comprimidos. Além disso, certifique-se de que o triângulo em seus comprimidos é afiado e uniforme. Uma fake recente foi visto e se parece mais com emblemas da Star Trek do que com triângulos. Além disso, note que algumas tiras são encontradas com o nome genérico metandienona em vez de metandienonum, simplesmente como a empresa rotula o produto para exportar.

Danabol DS da Body Research / March Pharmaceutical, uma empresa na Tailândia também está disponível. Os comprimidos são feitos sob a forma de diferentes corações, com comprimido azul pequeno.

O Anabolex 3mg da República Dominicana é uma compra segura. Note-se que cada comprimido contém um adicional de 1,5 mg de Periactin, usado como estimulante do apetite. É um anti-histamínico e pode causar sonolência.

Metanabol da Polônia é outra marca legítima, mas tenha certeza de comprar estas só em tiras de 20 comprimidos, como se mostra na biblioteca de imagens na internet.

Balkan Pharmaceuticals na Moldávia faz um metandrostenolona chamado Danabol. Vem em blisters de plástico de 20 comprimidos cada.

Jinan Pharmaceuticals faz uma versão de 10 mg na China para exportação, chamada Anahexia. Ele vem em folhas e tiras plásticas de 20 comprimidos cada.

Vídeo com Review sobre Dianabol

Esse vídeo foi gravado pelo Jason, e não por mim. Ele explica um pouco sobre o Dianabol (metandrostenolona), de forma mais reduzida e sem entrar em muitos detalhes, como entrei no artigo. Porém para quem não gosta de ler muito, pode ser uma oportunidade de aprender sobre a Droga.

Prometo que em breve irei gravar um vídeo bem detalhado (como este artigo) e colocarei a disposição de vocês no canal do Dicas de Musculação no youtube.

Perfil da metandrostenolona

Nome molecular: [17a-methyl-17b-hydroxy-1,4-androstadien-3-one]
Peso molecular: 300.44
Fórmula: C20H28O2
Ponto de fusão: N/A
Produtor: Ciba (Originalmente)
Data de criação oficial: 1956
Dose efetiva: 25-50mgs (doses abaixo de 5mg e acima de 100mg são relatadas)
Meia-Vida: 6-8 horas na forma oral. E entre 48-72h na forma injetável.
Tempo de detecção no corpo: Maior do que 6 semanas
Índice Anabólico/Androgênico (Variação): 90-210:40-60
Hepatotóxica: Sim
Aromatiza: Sim
Converte-se em DHT: Não
Acne: Sim
Retenção hídrica: Sim
Pressão Alta: Sim

Conclusão:

Esse anabolizante de origem Russa, mas oficialmente fabricada no EUA, foi um dos anabolizantes mais importantes depois da testosterona, e foi de grande auxílio para atletas nas Olimpíadas que ocorreram na segunda guerra mundial. Aliás, foi justamente ela, a segunda droga anabólica a ser criada depois da testosterona.

Apresentando efeitos colaterais de médio porte, seu uso hoje é feito pelos mais diferentes atletas e esportistas, principalmente visando o aumento de massa muscular e em curto período, assim com o de força também. Saiba Mais sobre efeitos colaterais Dianabol.

Entretanto, em altas doses, o Dianabol pode ser uma droga extremamente tóxica (e de fato já é, por tratar-se de um 17aa) e apresentar uma forte opressão a produção hormonal de LH, FSH, Testosterona e outros importantes hormônios.

Lembre-se: O site dicas de musculação não recomenda qualquer uso de quaisquer substâncias! Consulte sempre um profissional competente. Este artigo é apenas para conhecimento da droga.

Saiba mais sobre preço Dianabol.

Posted on 310 Comments

Stanozolol (Winstrol): Como Tomar, Benefícios, Efeitos Colaterais

Stanozolol para que serve e beneficios cicloTempo de Leitura: 13 minutos

Entre os esteroides anabolizantes mais comuns, conhecidos e utilizados no mundo esportivo está o stanozolol , mais conhecido por seu nome comercial Winstrol®. Este esteroide é popular por promover ganhos sólidos e secos e definição muscular, além de ser uma substância a qual normalmente é utilizada não somente por homens, mas por mulheres também.
Trazendo baixos níveis de aromamatização, mas, tendo alguns impactos negativos no corpo como, por exemplo, alterações no perfil lipídico, esta é uma droga a qual merece atenção em sua utilização, para que possa promover resultados satisfatórios necessita também ser usada da maneira aparentemente mais correta e combinada com outras substâncias.
Mas afinal, o que seria o Stanozolol? De onde ele vem? Quais são seus efeitos no corpo? Ele pode gerar efeitos colaterais? Se sim, quais? Quais são as formas mais tradicionais de utilizar o Stanozolol? E quanto ao seu uso por mulheres, ele é realmente válido?
Se você deseja saber a resposta desta e de outras perguntas, este artigo certamente será esclarecedor para você dicas suplementos para definição muscular.

O Stanozolol – O que é?

Frasco de Stanozolol Oral

Estando entre os mais conhecidos e utilizados esteroides anabolizantes no mundo inteiro, o Stanozolol comprimido foi desenvolvido pela Winthrop Laboratories nos anos 50 com o nome comercial de Winstrol®. Aliás, é justamente este nome que surgiu vários casos de escândalos relacionados ao anti-dopping no mundo esportivo profissional. O nome Winstrol é famosos até hoje, apesar de não ser mais comercializado.
O Stanozolol preço é um derivado da Dihidrotestosterona, mais conhecida como DHT, ou seja, é um esteroide não somente anabólico, mas androgênico também. As características anabólicas dizem respeito ao crescimento de tecidos, enquanto o aspecto androgênico faz menção ao desenvolvimento de características típicas masculinas, como o aumento de pelos, o engrossamento da voz, entre outros.

Apesar de ser um derivado de DHT, há duas importantes modificações na molécula do Stanozolol, sendo a primeira a adição de um grupo pirazol no anel A em substituição ao grupo 3-keto, formando um esteroide heterocíclico. O hormônio ainda carrega um grupo metila adicionado no carbono 17 para que o stanozolol possa resistir a metabolizações hepáticas. Sendo assim, temos também um esteroide 17-aa.

Estas modificações fazem com que sua potência anabólica seja aumentada e, em contrapartida, seus efeitos androgênicos sejam reduzidos. Isso resulta em um ratio de anabolismo e androginismo de 320/20.
O Stanozolol comprar faz com que a SHBG, que é a proteína ligadora de globulinas (responsável por se ligar a hormônios esteroides e “inativa-los”) ser significativamente reduzida, aumentando assim as taxas de testosterona livre, que é a testosterona com atividade no corpo humano.  Para se ter ideia do quanto o Stanozolol consegue reduzir os níveis de SHBG, ele (em baixas doses) consegue reduzir em 50% ou mais esses níveis.

stanozolol ciclo
stanozolol ciclo

Quais são os benefícios trazidos com o uso de Stanozolol?

Além de acelerar o metabolismo os ganhos trazidos por stanozolol bula são bastante sólidos, densos e sem retenção hídrica, ou seja, provavelmente você terá menos dificuldade para mantê-los após o ciclo. Reduzindo os próprios níveis de SHBG e aumentando os níveis de testosterona livre, consegue-se otimizar ainda mais esse anabolismo.
Por si só, o stanozolol é capaz de aumentar a síntese proteica, que será indispensável para recuperar o corpo mais rápido e aproveitar melhor as proteínas para que sejam destinadas para a construção muscular. Isso faz com que o balanço nitrogenado possa ser maior também.
O stanozolol não é um hormônio tipicamente utilizado nos períodos de offseason, mas sim, em períodos de busca por melhor qualidade muscular e queima de gordura corpórea. Não, isto não quer dizer que o Stanozolol tenha a capacidade de queimar gordura corpórea, quer dizer que através do aumento da massa magra sem retenção, consegue-se elevar as taxas metabólicas basais e consegue-se otimizar o ciclo voltado parta cutting.
Já no caso de mulheres, o stanozolol pode sim ser usado em períodos de offseason pelas características da substância. Porém, lembre-se de que o stanozolol é um derivado de DHT e, portanto, pode ter o risco de virilizar para mulheres, obtendo algumas características masculinas. Somente mulheres relativamente experientes devem pensar em seu uso.
Observa-se um aumento expressivo de força, de velocidade e de potência. Além disso, o stanozolol pode promover algumas melhorias em tendões e até mesmo auxiliar na saúde óssea, apesar de não poder ser considerado eficiente no tratamento e/ou mesmo na prevenção de osteoporose.
Todos os efeitos trazidos por Stanozolol são relativamente rápidos de serem observados, visto que esta é uma droga com meia-vida curta e que normalmente também não é usada por muito tempo devido a sua hepatoxidade (17-aa).

Como utilizar Stanozolol corretamente?

O mais correto para se usar anabolizantes é procurar ajuda médica, que poderá lhe indicar os exames necessários, as doses, o tempo e fazer o acompanhamento. Porém no Brasil são RAROS os médicos que receitam esse tipo de anabolizantes para pessoas comuns (que não são competidores e etc), por conta da máfia dos Suplementos.
A máfia dos suplementos quer que você acredite que os anabolizantes fazem mal e por isso as matérias em jornais e revistas só falam sobre isso, desfavorecendo o uso assim, como os médicos (que são pagos por eles) te fazem acreditar nisso.
 
Porém chegou uma pessoa no Brasil disposta a por a cara a tapa e ensinar como utilizar corretamente os anabolizantes, de forma a aumentar a massa muscular e não prejudicar a sua saúde. É o Ricardo Oliveira e ele criou o Programa Fórmula dos Gigantes, onde ele explica DETALHADAMENTE como utilizar os anabolizantes para aumento de massa muscular e como se proteger durante e após o uso.
CLIQUE AQUI e conheça o Programa Fórmula dos Gigantes, que possui Ciclos de Stanozolol e muitos outros anabolizantes. Pare de gastar dinheiro com coisas que não vão te fazer ganhar massa muscular e confie em quem sabe o que diz.

Administração de Stanozolol

Injeção com Stanozolol

O Stanozolol é um esteroide encontrado nas versões oral e injetável, com base aquosa ou oleosa, apesar da oleosa ser muito difícil de ser encontrada e ter uma meia-vida um pouco (mas não tão relevante) maior.
Na versão oral sua meia vida é, em média 6h a 8h, podendo esta variar de pessoa para pessoa. Assim, suas administrações devem ser relativamente frequentes com a dose diária dividida. Já na versão injetável com base aquosa, sua meia-vida é de mais ou menos um dia apenas, sendo necessárias administrações diárias ou dia sim, dia não (que é a forma mais comum). Já na versão oleosa, essa meia vida pode chegar a 2 ou 3 dias, sendo então suas administrações feitas, em uma média de 2 em 2 dias. Ambas as versões injetáveis devem ser administradas por injeções intramusculares profundas.

Há uma terceira forma de administração do stanozolol que é com a versão injetável aquosa sendo tomada via oral. Por também ser um 17-aa (mesmo sendo injetável), o stanozolol resistirá ao metabolismo hepático e terá as mesmas funções do que quando usado por comprimidos, lembrando que sempre que se pensar no uso de esteroide orais, a perca e a biodisponibilidade de parte da substância será bem menor do que quando comparada com a versão injetável. E é por isso que, normalmente, doses orais são um pouco maiores do que as doses injetáveis.
Normalmente, o stanozolol é encontrado em cápsulas ou comprimidos de 5mg e de 10mg. Já nas versões injetáveis (tanto aquosa quanto oleosa) as dosagens mais comuns de serem encontradas são as de 50mg ou de 100mg por ml. Hoje, o stanozolol normalmente é comercializado por laboratórios underground não sendo mais encontrado no mercado original e tradicional, como em farmácias. A marca mais famosa é a Landerlan.

As combinações e o ciclo de Stanozolol

Stanozolol Injetável Aquoso

Falar de dosagens específicas seria algo irrelevante, pois isso também varia de pessoa para pessoa e temos que considerar que enquanto algumas pessoas possuem ótimos ganhos com doses menores de stanozolol, outras precisarão de dosagens maiores.
O stanozolol normalmente é utilizado nas dosagens de 50mg-100mg dia sim dia não, nas versões injetáveis e em torno de 30-100mg diários na versão oral. Isto por homens. Já por mulheres, as doses giram em torno de 10mg a 50mg por dia nas versões orais ou algo em torno de 40-50mg dia sim dia não na versão injetável. Essas dosagens são as mais comuns entre usuários amadores, mas, certamente no nível profissional, elas podem ser três ou quatro vezes maiores do que estas.
Por ser supressivo ao eixo HTP (hipotálamo-pituitária-testicular) ele normalmente é combinado com algum tipo de testosterona no caso dos homens. Entre as opções mais viáveis estão o propionato de testosterona e o enantato de testosterona. Ésteres como o cipionato ou o undecanoato normalmente não são usados, pois causam maiores índices de retenção hídrica, reduzindo os bons efeitos estéticos trazidos pelo stanozolol saiba mais em stanozolol ciclo.

Ciclos de stanozolol não costumam durar mais do que 8-12 semanas. Especialmente se estivermos falando de suas versões orais, algo em torno de 4-6 semanas já seria suficiente para a maioria das pessoas.
Há um uso peculiar do stanozolol que é para correções de assimetrias ocorrentes em determinadas e pequenas regiões do músculo no dia do campeonato. Por exemplo, assimetrias em trapézio ou mesmo em algumas das cabeças do tríceps poderiam ser corrigidas com pequenas injeções locais de stanozolol para um efeito momentâneo. Porém, esta não é uma prática comum, mas sim peculiar, como mencionada. O grande risco dela era que ocorresse ainda mais assimetria por conta de uma injeção errada ou mesmo uma infeção.
 

Efeitos colaterais do Stanozolol

Os efeitos colaterais de stanozolol são muito mais amenos do que outras substancias como, por exemplo, a trembolona ou mesmo a boldenona. Entretanto, eles existem e, apesar de controláveis, necessitamos os conhecer para então saber como nos prevenir adequadamente.
A melhor forma de controlar os efeitos colaterais, é sabendo utilizando com horários e dosagens corretas, assim como utilizando outros meios para prevenir danos durante o uso e após o uso.

– Efeitos androgênicos

Os efeitos androgênicos de stanozolol, apesar de pequenos, é baixo. Porém, ele existe e, especialmente para mulheres, isto pode ser significativo.
O aumento da DHT causa o aumento também de todas as características típicas masculinas, as quais se destacam o aumento da oleosidade na pele e do aparecimento de acne, o engrossamento de voz, queda de cabelo, o crescimento excessivo de pelos e, em muitos casos femininos, a infertilidade. Lembre-se de que devido a estes efeitos androgênicos, durante o uso (e provavelmente até um tempo depois do uso), as mulheres irão parar de menstruar, fazendo com que o uso de anticoncepcional torna-se desnecessário.

– Efeitos cardiovasculares

Um dos pontos mais relevantes para se considerar dos efeitos colaterais de stanozolol é justamente o seu impacto negativo no sistema cardiovascular. Este esteroide anabolizante é conhecido por reduzir drasticamente os níveis de HDL e aumentar os níveis de LDL. Isso resulta em maiores chances de aterosclerose entre outros danos nos vasos sanguíneos.
Normalmente, a versão injetável de stanozolol possui efeitos ainda mais expressivos na redução do HDL e no aumento do LDL. Usuários crônicos de esteroides e pessoas que já tenham problemas de saúde, devem redobrar sua atenção para este relevante efeito colateral.
Apesar disso, efeitos negativos irão ocorrer especialmente em pessoas com pré-disposição e/ou que não tenham os devidos cuidados com sua dieta. Assim, o consumo de peixes de águas profundas e de suplementos como o ômega-3 são altamente indicados para auxiliar nesta prevenção. Ainda, uma boa dieta será essencial para manter o sistema cardiovascular em dia, além de aeróbios, os quais possam também ajudar a melhorar o perfil circulatório do corpo.

– Supressão ao eixo de testosterona

Stanozolol é altamente supressivo ao eixo de produção de testosterona, conhecido como o eixo HTP. O stanozolol, muito provavelmente, irá suprimir a produção de LH, de FSH e não teremos as gônadas estimuladas para a produção de testosterona.
Mesmo para mulheres, a supressão de eixos hormonais podem ocorrer e é necessário se atentar a isto.
Especificamente falando de homens, o stanozolol poderá deprimir a testosterona ao ponto de fazer com que haja atrofia testicular e mesmo aumento nos níveis de estrógeno. Veja: O stanozolol NÃO irá aromatizar, porém se há supressão na produção de testosterona, então, pode ser que o estrógeno se eleve. Justamente por isso é que o Stanozolol não é recomendável para que seja usado sem algum tipo de testosterona junto.
Após o ciclo de stanozolol, há a necessidade de uma boa terapia pós-ciclo, a fim de estimular novamente o eixo HTP e estimular novamente a produção natural de testosterona pelo corpo. As TPCs (terapia pós-ciclo) podem ser muito variáveis de pessoa para pessoa e seguirá padrões bastante distintos de ciclo para ciclo. Assim, não existe uma TPC para o stanozolol, especificamente, mas uma TPC que se enquadre no ciclo que você realizou e que esteja de acordo com as suas necessidades individuais.

– Hepatoxidade

Talvez sendo o colateral mais conhecido (especialmente em drogas orais), os efeitos prejudiciais ao fígado são claros, especialmente com drogas 17-aa. Imagine que em drogas as quais não são 17-aa já existe prejuízo hepático por metabolismos hepáticos indiretos… Agora, imagine então quando falamos de uma droga que é primordialmente metabolizada no fígado. Sim, pode haver um prejuízo bastante relevante caso os devidos cuidados não sejam tomados.
Existem formas as quais podem prevenir esses danos hepáticos de ocorrerem em larga escala como, por exemplo, com o uso de silimarina (200-300mg/dia), Milk Thristle (200mg/dia), CoQ10 (100mg/dia), Ácido Alfa lipóico (100mg/dia) entre outros compostos. Apesar de eles serem importantes, o melhor mesmo é a PREVENÇÃO de danos. Por isso, ciclos longos de stanozolol não são indicados, assim como, uma boa dieta, contendo suplementos e alimentos hepatoprotetores (como a lectina de soja 2-4g/dia), chá verde – 200mg/dia, alcachofra – 400mg/dia e etc, são altamente indicados. Um consumo adequado de água, evitar o consumo de gorduras trans e alimentos com muitos conservantes, corantes também são recomendados.
Por fim, visto que o Stanozolol é um 17-aa, ele não convém ser misturado com outras substâncias da mesma natureza como o Dianabol, a oxandrolona ou o Hemogenin.

– Aumento no apetite

Na realidade, quaisquer usos de ergogênicos hormonais incrementam apetite ao indivíduo, pois seu corpo estará utilizando mais substratos para as sínteses necessárias. Além disso, pelo próprio fato da atividade física se tornar mais intensa, pode ser que haja incremento no apetite.
A grosso modo, esse não será um problema tão relevante se você já tem um bom hábito alimentar. Porém, para pessoas menos experimentes e que estão com algum tipo de restrição calórica, esse pode ser um “desconforto”.

– Inflamações nas aplicações

Stanozolol normalmente é utilizado, quando injetável, com um veículo aquoso. Além disso, seus sais são “cristais” talvez um pouco mais grossos do que outros sais, como o da testosterona. Não é por acaso que o produto joga seus sais no fundo do frasco. Antes do uso, é necessário agitar bem o frasco para que todo o conteúdo se misture.
Mesmo assim, é frequente ocorrerem inflamações no local da aplicação (especialmente para pessoas com menores percentuais de gordura corpórea) e pode haver algum tipo de “empedramento” na região, pelos sais ali presentes.
Estes casos merecem alguns cuidados: O primeiro deles é JAMAIS misturar quaisquer bases oleosas com o stanozolol aquoso, pois isso certamente irá resultar em sérias inflamações. O segundo cuidado é com as aplicações as quais devem sempre ter materiais descartáveis e sempre deve ocorrer sob a devida assepsia (higienização do local).
Quando ocorrem inflamações locais, a melhor coisa a se fazer são compressas de água morna/quente por 15 ou 20 minutos por 3 ou 4 vezes ao dia, pelo menos. Além disso, o uso de algum tipo de pomada anti-inflamatória, como o Diclofenaco pode ajudar. Porém, estas pomadas não devem ser usadas em ferimentos.
Caso você não sinta melhoras, o ideal é sempre buscar auxílio médico imediatamente, saiba mais em stanozolol comprar.

Falsificações

Stanozolol Oral em Comprimidos

O Stanozolol é um dos esteroides anabolizantes mais falsificados no mundo. As primeiras versões de Winstrol que foram feitas pela Winthrop Laboratories não existem mais. Porém, alguns ainda insistem em afirmar que elas estão presentes no mundo dos esteroides. Mesmo as versões apresentadas de “Winstrol Depot” não são tão fáceis de serem achadas, e praticamente 99% do que existe hoje no mercado, é falsificado ou possui data de vencimento ultrapassada.
Sendo assim, normalmente a forma mais “segura” de se conseguir o Stanozolol é pelo seu próprio nome. Existem inúmeros laboratórios underground que utilizam sais de stanozolol. Alguns, com boa procedência e boa produção. Outros, sais relativamente bons, mas péssima produção, e outros com sais ruins e produção ruim também. A cada novo ano surgem novas empresas e outras caem por terra e isso é algo que se renova sempre.

Para se ter noção, até algum tempo atrás era possível encontrar o stanozolol de algumas empresas que eram tão de mal precedência que deixavam vestígios de sujeitas depositadas no fundo do frasco da droga. Era possível encontrar desde pequenas partículas de poeira até pequenas fuligens, o que poderia, inclusive, gerar sérias infecções.
Um laboratório que vem se destacando e bem próximo a nossa região é a Landerlan, que fica no Paraguai. Os anabolizantes desta empresa são confiáveis e com boa procedência, quando originais. O problema é que no Paraguai, tudo se falsifica, e hoje estão falsificando os produtos da própria Landerlan. Portanto fique ligado.
Procure sempre fontes as quais você realmente possa confiar. Busque referências e não tenha medo de pagar mais caro, se for o caso. Muitas vezes é melhor investir mais, mas, ter certeza do que se está usando e não comprometer ainda mais a saúde, saiba mais em stanozolol preço.

O uso de stanozolol por mulheres

As mulheres também são muito adeptas ao uso de stanozolol. Entretanto, elas devem saber que os ricos de virilização com a substância é muito maior do que com drogas como a oxandrolona, por exemplo. O impacto no sistema cardiovascular e a supressão do eixo hormonal natural do corpo também são muito mais intensos com stanozolol.
Apesar de ele proporcionar maiores ganhos do que a oxandrolona, não é recomendável que mulheres inexperientes ou mesmo que não querem ganhos tão expressivos usem stanozolol.
As dosagens mais comuns de stanozolol utilizadas por mulheres giram em torno de 20-50mg por dia. Muitas vezes, ela é combinada com alguma outra substância, a qual pode ser, por exemplo, a boldenona, a nandrolona (em casos de necessidade de maior volumização) ou até mesmo a oxandrolona, apesar de não ser recomendável o uso de dois 17-aa no mesmo ciclo.
Ainda, há combinações com GH que tem se tornado uma droga bastante consumida tanto no mundo profissional, quanto no mundo amador e/ou meramente estético. Todas essas combinações e dosagens variarão de acordo com cada pessoa.
Normalmente, o cuidado maior que se deve ter durante o ciclo de stanozolol com mulheres é justamente o fator hepático, sendo as recomendações feitas anteriormente válidas para elas também (dieta, uso de hepatoprotetores, boa ingestão de água etc).

Dopping

O Stanozolol é conhecido por ser uma das substancias as quais mais gerou polêmica no esporte profissional. Isto porque, foi uma das primeiras drogas identificadas em Jogos Olímpicos e uma das primeiras drogas as quais tiveram seu uso revelado por próprios atletas e/ou preparadores.
Em 1988, por exemplo, Ben Johnson foi pego nos jogos Olímpicos de verão. Carl Lewis também foi outro nome apontado pelo dopping ao uso de stanzolol. O mais curioso nisso tudo é que o próprio canadense Ben Johnson admitiu o uso, dizendo que seus records foram quebrados frente ao uso da substância e que praticamente todos os outros atletas que competiam em níveis profissionais também estavam fazendo uso de stanzolol.
Os governos do mundo inteiro têm lutado bastante para combater estes casos de usos inapropriados de Stanozolol. Atualmente, alguns atletas ainda são pegos no dopping, mas muitos alegam que estavam usando outras substâncias as quais supostamente estavam contaminadas com stanozolol, ou estavam usando substâncias que foram orientadas por preparadores, mas que desconheciam a origem. Apesar de muito difícil de se acreditar, esta é atualmente a justificativa mais comum.
A FDA (Food and Drug Administration) e outras organizações no mundo inteiro consideram hoje o stanozolol como uma substância proibida, podendo o atleta que for pego no dopping ser suspenso ou até banido de competições. Apesar disto, o fisiculturismo é uma das modalidades as quais tem passado “em branco” no dopping, por razões óbvias.
Apesar de ter meia-vida relativamente pequena, devemos entender que o uso de tais substâncias passa por períodos de identificação, ou seja, mesmo que o indivíduo não esteja mais usando stanozolol e que ele não esteja mais agindo no seu corpo, ele pode ser identificado. E esta é uma questão que deve ser avaliada de maneira bastante precisa caso o atleta deseje fazer uso de stanozolol ou de outra substância qualquer.

Perfil do stanozolol

Nome molecular: [17beta-Hydroxy-17-methyl-5alpha-androstano[3,2-c]pyrazole]
Peso molecular: 344.5392
Fórmula molecular: C22H36N2O
Ponto de ebulição: N/A
Produtor: (Originally) Sterling
Criação em: 1962
Doses efetivas (homens): 50-100mg/dia
Doses efetivas (mulheres): 2.5-10mg/dia
Meia-vida: 8 horas
Tempo de detecção: 3 semanas (oral) a 9 semanas (injetável)
Ratio Androgênico/Anabólico: 30:320

Conclusão

O stanozolol é uma das drogas anabólicas mais conhecidas e usadas no mundo inteiro. Sendo um derivado de DHT, promovendo ganhos de massa magra densos e secos, não aromatizando e não causando problemas como alterações de pressão, entre outros efeitos colaterais severos, suas maiores preocupações ficam mesmo em torno das alterações cardiovasculares causadas pelo aumento do LDL e redução do HDL, o aumento dos níveis de DHT (especialmente em mulheres) e seus efeitos hepatotóxicos, por ser um 17-aa.
Por ser uma droga amena, muitos não tomam os devidos cuidados na prevenção de efeitos colaterais, assim como com as necessidades de proteções intra-ciclo e é por isso que acabam prejudicando em larga escala o corpo e a saúde. Opte pelo Fórmula dos Gigantes para que você possa usar de forma correta, ajudando no ganho de massa e sem prejudicar a sua saúde.
Portanto, se você realmente quiser fazer uso desta substância, busque sempre orientação adequada e produtos os quais possam ter boa procedência, visto o número de falsificações existentes hoje no mercado.
Valorize sua saúde e considere sempre os critérios necessários para usá-lo da forma menos impactante à ela.
Bons treinos!

Posted on 305 Comments

M-Drol: Conheça melhor este pró-hormonal

m drol cicloTempo de Leitura: 7 minutos


O M-Drol é um dos produtos de maior sucesso e maior reconhecimento em torno da linha de pró-hormonais importados.

m drol - pro hormonal
m drol – pro hormonal

Foi um dos primeiros a ganhar fama e prestígio no meio da musculação, pois, é bastante potente e promete ganhos rápidos de massa muscular.

O que é M Drol

O M-Drol é um pró-hormonal importado, bastante potente e capaz de influenciar mudanças radicais do ganho de massa muscular em indivíduos que praticam musculação.

É um produto voltado especificamente para dar um boost na capacidade natural de construção de massa magra, através do aumento da quantidade de hormônios anabólicos disponíveis no corpo.

m drol - para que serve
m drol – para que serve

O que significa M-Drol

O principal significado da nomenclatura comercial do M-Drol está relacionada a um dos princípios ativos da fórmula que foi inicialmente comercializada nos Estados Unidos.

Porém, ao passar das gerações do produto e com as alterações na fórmula, por motivos de reconhecimento de marca, o nome foi mantido.

Esses pró-hormonais, conhecidos como PH são normalmente substâncias que são convertidas em algum tipo de hormônio anabólico, geralmente esteróide e, diferente dos pré-hormonais que geralmente são “precursores hormonais”, ou seja, são substâncias que servem como matéria prima para a tal produção, os pró-hormonais já são previamente configurados para se tornarem a própria substância (no caso hormônio) dentro do corpo, através, normalmente de alguma ligação com algum composto dentro do corpo, ou por processo enzimático. Todavia, as vias de regra ainda são desconhecidas e os efeitos ainda são especulações não totalmente entendidas.

m drol - beneficios
m drol – beneficios

O M Drol é basicamente formado por um composto chamado 2a,17a di methyl etiocholan, uma forma diferente de escrever 2a,17a-dimethyl-17b-hydroxy-5a-androstan-3-one que é a fórmula de um outro PH chamado Superdrol. Traduzindo em palavras mais simples, ambos são metilados nas segunda e na décima sétima posição (provavelmente favorecendo a ligação de outros radicais monovalentes por valência). Além disso, ambos possuem uma hidroxila na décima sétima posição B e por fim uma cetona na terceira posição.

Essa substância é um derivado do DHT, fazendo com que o aumento da massa muscular magra e a redução do percentual de gordura sejam acentuados, além de acrescentar níveis de energia, resistência e consistência a musculatura. Ainda sobre o grupo 2-Methyl, este é um composto com pouca conversão em estrógeno, pois o 5a- é reduzido e um anel-alquilados é adicionado acima dele. O mesmo ainda é utilizado para redução do câncer de mama, fazendo então jus a sua capacidade de diminuir a retenção hídrica no corpo.

M drol comprar

O que faz M-Drol

O principal mecanismo de ação do M-Drol no organismo é a sua capacidade de potencializar a capacidade de construção de massa muscular, ganho de força e maior capacidade física em geral saiba mais em M Drol comprar.

Através do aumento da quantidade de hormônios anabólicos presentes no corpo.

No caso do M-Drol, o hormônio mais ativado e que fornece grande parte de seus resultados é o DHT.

m drol - como tomar
m drol – como tomar

M Drol funciona

É sem sombra de dúvidas um dos pró-hormonais de maior reconhecimento e capacidade anabólica.

Indivíduos que buscam ganhar massa magra de forma rápida e com baixa retenção de líquidos, podem obter resultados surpreendentes com o M-Drol.

M Drol para que serve

Sua finalidade é aumentar a capacidade anabólica do corpo através do fornecimento externo de hormônios anabólicos, que no caso do M-Drol é mais evidenciado o DHT.

Por esse motivo, consegue:

  • Melhorar a síntese proteica
  • Promover ganho de força
  • Aumentar a definição muscular
  • Auxiliar no ganho de massa magra

M Drol original

O primeiro pró-hormonal M-Drol criado, infelizmente não está mais disponível no mercado para compra, pois, teve sua produção proibida nos Estados Unidos.

Porém, novas versões do produto começaram a ser criadas por outras empresas, uma delas sendo a Competitive Edge Labs.

Atualmente, a versão do M-Drol – Competitive Edge Labs, é a mais confiável em termos de prometer e cumprir os ganhos de massa muscular e definição esperados de um pró-hormonal de qualidade.

m drol - ciclo
m drol – ciclo

Como tomar M Drol

O ciclo feito com o M-Drol como tomar possui um prazo médio de duração de 4 a 6 semanas.

Tendo isso em mente, a quantidade de cápsulas a serem tomadas ao longo do dia pode variar de 2 até 3.

É importante ressaltar que por ser um pró-hormonal, precisa ser feita TPC após o uso.

SegundaTerçaQuartaQuintaSextaSabadoDomingo
1º Semana1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h
2º Semana1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h
3º Semana1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h
4º Semana1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h1 Cáps 12h/12h
M Drol – Ciclo

Como usar M Drol

Em ciclo de 4 semanas:

2 cápsulas por dia (manhã e noite)

Em ciclo de 6 semanas:

2 cápsulas por dia (manhã e noite)

A meia-vida do princípio ativo desse produto é de 8 a 12 horas.

M drol comprar

Como conseguir M-Drol

Existem poucas lojas na internet que realmente possuem versões confiáveis do M-Drol, pois, por se tratar de um pró-hormonal bastante conhecido, existem também diversas falsificações dessa linha de produto.

Portanto, para conseguir uma versão realmente confiável do M-Drol, considere fazer sua compra em uma loja online que já trabalhe com produtos importados de qualidade, como por exemplo, a loja SuplementosMaisBaratos.com.br

Vale a pena usar o M-drol?

O custo X benefício de um ciclo com PH contraposto ao custo X benefício do uso de esteróides anabolizantes, pode ser basicamente definido da seguinte maneira:

Prós: Não é assumidamente um esteróide anabolizante; Seu uso pode ser mascarado, diante as pessoas, pela facilidade de consumo; O M Drol preço é bem inferior ao de um ciclo de esteróides anabolizantes; Até sua proibição, não era considerado uma substância ilegal.

Contras: Possui os mesmos efeitos colaterais de esteróides anabolizantes; Os ganhos não chegam nem aos pés de esteróides anabolizantes; Ao certo não se conhece os compostos por inteiro deste tipo de substâncias; O eixo em alguns casos é alterado de maneira mais eficaz do que com EA’s.

Além disso, podemos perceber que o M Drol para que serve é utilizado normalmente por indivíduos sem um devido preparo em treinamento, dieta e conhecimento, fazendo com que os relatos referentes aos ganhos sejam qualitativamente inferiores, na medida em que muitos acabam por ganhar peso gordo, retenção hídrica e, pouco músculo, propriamente dito, além, claro, de haver grandes perdas no período pós-ciclo, provavelmente pela retenção.

Vale a pena lembrar que no rótulo do próprio produto a fabricante não aconselha o uso por pessoas menores de 21 anos e nem por mulheres. Portanto se você é mulher e quer fazer o uso do produto, tire isto de sua cabeça! Este produto tem alto risco de aromatização. Também não é indicado para pessoas que possuem pressão alta ou algum problema de saúde/coração.

Qual os benefícios do M-Drol

Os principais benefícios do M-Drol beneficios são:

  • Ganho de força
  • Ganho de até 10kg de massa magra durante o ciclo
  • Redução do percentual de gordura
  • Aumento da definição muscular
  • Maior pump e vasodilatação

Efeitos M-Drol:

Os efeitos mais notados no corpo durante o período de uso do M-Drol, são referentes ao ganho de massa magra, aumento da definição corporal e maior rendimento físico em todos os aspectos possíveis.

Qual a composição do M-Drol

O princípio desse excelente pró-hormonal é o 2a,17a-dimethyl-17b-hydroxy-5a-androstan-3-one.

Uma substância que é derivada do hormônio DHT, altamente anabólica e capaz de entregas ótimos resultados no que se refere a possibilidade de ganho de massa muscular, força e baixa retenção de líquidos.

M-Drol quando começa a fazer efeito

Esse é um dos pró-hormonais com alta velocidade de ação no organismo.

Ao longo da primeira semana de uso já é possível notar resultados no ganho de peso e definição muscular.

m drol - original
m drol – original

Como saber se o M Drol é original

Infelizmente, o M-Drol 100% original, que foi fabricado até meados de 2010, não está mais disponível no mercado.

Porém, existem versões similares e desenvolvidas com base em sua antiga fórmula.

Para se ter certeza de que o produto adquirido possui a capacidade de proporcionar os ganhos prometidos, certifique-se de fazer a compra em uma loja que seja confiável, e que já trabalhe com uma linha de pró-hormonais importados.

Uma ótima recomendação de loja online, é a SuplementosMaisBaratos.com.br

Como fazer tpc para M-Drol

Uma das formas mais simples e mais utilizadas para finalizar o ciclo com o M-Drol, é utilizar 2 produtos:

  • Organ Shield
  • Recycle

Produtos da marca Purus Labs, e que são focados justamente em TPC para pró-hormonais.

M-Drol como devo tomar

A quantidade de cápsulas irá variar a depender do tempo do protocolo.

Para protocolos de 4 semanas:

  • 3 Cápsulas por dia, 1 a cada 8h

Para protocolos de 6 semanas:

  • 2 Cápsulas por dia, de 12 em 12h

M Drol efeitos colaterais

  • Aumento da pressão arterial
  • Piora do colesterol
  • Danos hepáticos
  • Alteração no eixo hormonal

Contra indicações

Não é indicado para indivíduos que possuem qualquer tipo de problema de saúde.

É contraindicado para pessoas sedentárias ou que não praticam atividades físicas regularmente.

M Drol é bom para ganho de massa

Esse é sem sombra de dúvida um dos pró-hormonais com maior capacidade anabólica, excelente para ganho de massa magra com baixa retenção de líquidos.

O ciclo com M-Drol é conhecido principalmente pelo seu ganho massivo de massa muscular e melhora da definição muscular.

Onde comprar M Drol original

A versão original do M-Drol infelizmente não está disponível para venda, pois, teve sua produção proibida nos Estados Unidos.

Porém, existem versões similares e que são conhecidas por proporcionar excelentes resultados no ganho de massa magra, assim como o M-Drol original.

Onde vende M-Drol

Para conseguir comprar o M-Drol da melhor qualidade, acesse agora mesmo o site da loja SuplementosMaisBaratos.com.br uma das lojas online mais confiáveis da internet.

Pois, trabalha em grande parte com inúmeros produtos importados, 100% originais.

Se você busca uma versão do M-Drol que seja realmente capaz de entregar bons resultados no ganho de massa muscular, acesse agora mesmo o site da SuplementosMaisBaratos.com.br e faça o seu pedido.