• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • Três suplementos que podem quebrar o platô do emagrecimento

    Conheça os 3 melhores suplementos para auxiliar na perda de peso

    Emagrecer é o sonho de grande parte das pessoas que buscam a prática de atividades físicas nos dias de hoje. Seja por razões estéticas ou mesmo por razões relacionadas à saúde.

    Termogenico

    Sabe-se que um percentual de gordura elevado não é saudável, além de que, uma pessoa com níveis adequados de gordura corpórea e massa muscular no corpo, tendem a ter uma saúde melhor, uma autoestima melhor e, claro, uma melhor qualidade de vida em termos gerais.

    Para se queimar gordura com eficiência, sem sombra de dúvidas os primeiros passos a se dar é sair do sedentarismo e ajustar seu protocolo nutricional além, claro, de adquirir hábitos saudáveis de vida os quais possam estar de acordo com seus objetivos.

    Todavia, muitas vezes, durante as fases iniciais do emagrecimento, achamos que iremos conseguir tudo muito fácil, pois, os processos de perda de peso são relativamente rápidos no começo.

    Porém, cada vez mais esses processos são dificultados e, a pessoa começa a entrar em um estado conhecido como “platô”, que é quando ela “tenta de tudo”, mas, mesmo assim não consegue sair do ponto o qual está.

    Em termos de emagrecimento, uma das alternativas, além de mudar os protocolos de uma maneira geral (dieta e treino), está o uso de alguns suplementos alimentares e/ou ergogênicos, os quais possam dar um “empurrãozinho” em você.

    Porém, para que isso seja eficiente, você deve selecionar cuidadosamente o (s) produto (s) que irá usar, pois, hoje no mercado existem muitos e muitos placebos (bem como produtos bons também).

    Assim, hoje conversaremos a respeito de três suplementos que você poderá incluir em sua rotina e obter bons resultados no emagrecimento e/ou na perda de gordura, propriamente dita.

    1 – Cafeína

    Você já deve estar careca de ouvir coisas sobre a cafeína. Claro! Milenarmente utilizada, desde a época da China antiga, a cafeína é uma metilxantina incrível:

    Ela reduz a fadiga central e periférica, auxilia na liberação do excesso de líquidos no corpo, aumenta os níveis de energia, melhora a resposta à insulina, aumenta a termogênese corpórea, estimula a produção de catecolaminas, as quais serão essenciais na sinalização da lipólise, entre outras várias propriedades como, funcionalmente, ser um nutriente antioxidante, combatendo assim danos celulares causados por radicais livres.

    Indiscutivelmente, a cafeína tem várias interações positivas na queima de gordura e no emagrecimento, tanto que hoje, segundo publicações na JISSN, a cafeína é considerada o suplemento mais eficiente na queima de gordura e um dos mais poderosos redutores de fadiga, sendo usado nos quatro cantos do mundo por atletas e esportistas.

    Apesar disso, a cafeína pode apresentar alguns efeitos colaterais, especialmente para indivíduos com receptores sensíveis à estimulantes.

    Whey Protein

    Desta forma, recomenda-se que ela não seja usada próximo ao sono e, que você regule as dosagens cuidadosamente, pois, excessos de cafeína podem causar náuseas, taquicardia, enjoos, perdas excessivas de líquidos (desidratação), confusão mental, tonturas, quedas glicêmicas entre outros.

    É importante que, se você realmente for, muito sensível a ela, não comece com uma suplementação, propriamente dita, mas, com fontes alimentares como o café ou mesmo o chá verde, até que você veja sua tolerância.

    A cafeína pode ser usada pela manhã e antes do seu treinamento, mas, eventualmente, também pode ser usada em alguns momentos ao decorrer do dia, especialmente em momentos de fadiga extrema por seu dia-a-dia.

    Cuidado: Excessos de cafeína podem levar ao vício e, fazer com que o corpo se adapte a ela, deixando de gerar resultados.

    2 – Whey Protein

    Muito provavelmente você já deve ter ouvido falar a respeito do uso de whey protein para o ganho de massa muscular, pois, normalmente suplementamos com calorias extras para essa finalidade.

    Todavia, o whey protein tem grandes aplicações no que tange a queima de gordura corpórea.

    Isso porque, em primeiro lugar, ele tem um grande poder de sinalizar a síntese proteica e, portanto, aumentando a síntese proteica, conseguimos aumentar ou promover a manutenção da massa muscular e isso fará com que nosso metabolismo se mantenha sempre ativo, uma vez que esse é o tecido que mais consome energia no corpo.

    Em segunda instância, o whey protein tem sido observado por mecanismos ainda não muito compreendidos como um supressor do apetite.

    Pessoas as quais utilizam whey protein em sua rotina, conseguem ter maior saciedade e, portanto, comer menos ao decorrer do dia.

    As proteínas também são mais difíceis de serem digeridas e isso desprende maiores quantidades de energia do corpo. Além disso, proteínas são extremamente termogênicas, muito mais do que carboidratos ou mesmo lipídios.

    O whey protein também pode ajudar no emagrecimento como uma estratégia para não ingerir doces.

    Whey Protein

    Hoje no mercado, existem uma infinidade de sabores (alguns muito bons) os quais poderão ser usados no seu dia-a-dia ao invés de beliscar um bombom ou um lanche daqueles muito mais calóricos e ricos em carboidratos e lipídios.

    Não há necessidade, entretanto, de usar grandes quantidades de whey por dia. Logicamente, você deve priorizar a alimentação, pois, sabemos que uma ingestão constante de whey protein (e consequentemente do aminoácido L-Leucina) podem causar, por mecanismos rebote supressão na síntese proteica.

    Ainda caso você não tenha muitas condições financeiras, não precisa gastar com whey protein isolado, hidrolisado e que possuem um preço absurdo.

    No mercado, existem excelentes opções com um custo X beneficio muito bom. Todavia, procure conhecer os devidos fabricantes, a procedência da matéria-prima e, claro, os modos de processamento e produção.

    3 – TCMs (Lipídios de cadeia média)

    Os lipídios podem ter diferentes definições a depender do ponto de vista que se olha. Todavia, entre as mais comuns, está a sua classificação por meio do tamanho de suas cadeias.

    Termogenico

    Isso porque, uma molécula de lipídio é formada por uma de glicerol ligada a uma dada cadeia a qual pode ser diferentes números de carbono e, normalmente, quanto maior for essa quantidade de carbonos, então, maior será o lipídio e mais complexo será ele. Existem lipídios de cadeia curta, média, longa e muito longa.

    E, normalmente na dieta humana, estão presentes os dois últimos. Esses últimos lipídios, possuem uma complexidade de digestão muito grande e, levam bastante tempo para serem digeridos e metabolizados.

    Eles possuem funções essenciais no corpo como, por exemplo, são fontes de ácidos graxos essenciais (ômegas) os quais são indispensáveis no metabolismo de uma forma geral e, claro, no sistema imunológico.

    Todavia, os lipídios de cadeia média e curta, possuem características muito distintas. Além de suas propriedades químicas de serem mais facilmente solúveis em água, facilmente hidrolisados entre outros pontos, eles também apresentam-se com diferentes funções no corpo e, basicamente, essas funções estão ligadas ao fornecimento de energia e, de maneira rápida.

    E é justamente por isso que os TCMs são muito encontrados no leite materno que é a principal fonte do bebê em seus primeiros meses.

    Eles possuem fácil digestão, não são facilmente armazenados em forma de gordura corpórea, não estão associados com doenças cardiovasculares (mesmo sendo lipídios saturados) e ainda, possuem propriedades as quais podem auxiliar no emagrecimento.

    A primeira delas é que são usados como energia de maneira muito próxima aos carboidratos, todavia, eles não estimulam secreções de insulina, o que os faz serem muito dificilmente armazenados em gordura corpórea.

    Ainda, não causam letargia, não retardam o esvaziamento gastrointestinal e auxiliam na saciedade.

    Eles podem entrar muitas vezes em substituição dos carboidratos, sendo uma vantagem em dietas que tem baixos níveis do macronutriente em questão.

    A segunda de suas propriedades fundamentais no emagrecimento é que eles estimulam a produção nos níveis de testosterona, o hormônio mais anabólico do corpo.

    No emagrecimento, algumas dietas costumam causar decréscimos nos níveis de testosterona e isso pode prejudicar a manutenção da massa muscular.

    O terceiro ponto que deve ser mencionado é que os TCMs são termogênicos, ou seja, elevama temperatura corpórea e consequentemente elevam o metabolismo basal.

    E, uma quarta propriedade é que, de alguma forma, eles estimulam a lipólise, fazendo com que o corpo quebre mais gordura e a utilize como energia, especialmente nas atividades físicas.

    Não existem grandes e variáveis fontes de TCMs, sendo que, a principal delas é mesmo o óleo de coco e, parcialmente, o óleo de palma, mas, o óleo de coco ainda continua sendo o melhor exemplo.

    Algumas pessoas costumam utilizar o próprio coco (polpa), o que também fornecerá uma significativa quantidade de TCMs, porém, junto ,serão adicionadas pequenas quantidades de carboidratos e fibras alimentares e, a depender do que se busca com o uso deles, isso pode não ser interessante.

    Outra forma, é através do uso de suplementos (líquidos, em pó ou em cápsulas) os quais não costumam custar caro e, certamente incrementarão praticidade neste consumo.

    Dica Bônus: Vídeo 3 Suplementos que irão lhe ajudar a quebrar o platô no emagrecimento

    Pessoal, lá em nosso canal no Youtube, o Sendon gravou um vídeo bem bacana abordando o assunto deste artigo. Quer saber? Assista este vídeo e veja o que ele tem a dizer…

    Conclusão:

    Emagrecer realmente não é fácil após os primeiros meses. Todavia, você pode utilizar alguns suplementos os quais poderão auxiliar esses platôs que você vem enfrentando e, com isso, conseguir resultados cada vez melhores para atingir o corpo de seus sonhos.

    Bons treinos!

    Termogenico





    /* */