Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas.

Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

X
HomeSuplementosProteínasWhey Protein Glanbia – Vale a pena?

Whey Protein Glanbia – Vale a pena?

Com a popularização do Whey Proteina, várias marcas começaram a vendê-lo em sua forma de matéria-prima e a Glanbia é uma destas empresas! Será que este tipo de Whey Protein vale a pena?

ganbia

bcaa growth supplements

O Whey protein é um dos suplementos mais conhecidos pelos praticantes de atividades físicas. Este suplemento trata-se basicamente da extração e diferentes formas de filtragem do soro do leite de vaca, conferindo um altíssimo valor biológico a essa proteína que, de natureza já é uma super proteína. Além disso, com as diferentes formas de filtragem, possibilitamos uma absorção muito melhor e muito mais rápida no trato gastrointestinal.

ganbia

Recentemente, as indústrias ainda vem fornecendo processos de pré-digestão (hidrolizando parcialmente ou por completo as proteínas, resultando em peptídeos ou aminoácidos) ou acrescentando enzimas proteolíticas para acelerar o processo de digestão e absorção.

O Whey protein é utilizado não só dentro do esporte, mas em diversos casos em que os indivíduos necessitam de aporte protéico em sua dieta, podendo ser devido a patologias ou necessidades dietéticas específicas. Aliás, mais do que um suplemento, propriamente dito, o WP é considerado por muitos simplesmente como um alimento.

O fato é que no Brasil, Whey Protein é sinônimo de produto caro. E a partir disso, muitas marcas passaram a fabricar proteínas com matérias primas de baixa ou menor qualidade, além de procedimentos não muito convenientes, conferindo um valor relativamente menor ao produto. Além disso, naturalmente a tecnologia de extração e microfiltragem da proteína de algumas empresas são melhores do que em outras. O resultado pode ser observado em wheys que variam de R$40,00 a R$220,00.

Diante de tal situação, os brasileiros passaram a aderir proteínas diretamente de sua matéria prima, de diversas marcas como Glanbia, Hilmar e outras. Isso significa a grosso modo que o que é consumido é o soro do leite sem processos industriais, ou seja, sem adição de vitaminas, sem filtragens específicas, sem adição de enzimas, sem adição de minerais, espessantes, adoçantes ou qualquer coisa. É a matéria-prima, propriamente dita. Mas, será que esse whey tem a mesma qualidade dos produtos industrializados?

Obviamente não! Apesar dessas empresas realmente serem fornecedoras de matéria-prima para grandes empresas industrializadoras de WP, como a Optimum, Universal e outras, devemos ter certo cuidado. O primeiro fator que devemos levar em consideração são as falsificações decorrentes destes produtos que, claro, acontecem com muito mais facilidade e freqüência. Wheys que deveriam apresentar concentrações de 80% podem chegar a apresentar 15% ou 20% de concentração, assim como no LEITE, propriamente dito. O segundo fator é o quesito adição de outros agentes no produto, como já citado anteriormente. E por fim e mais grave de tudo, as questões higiênico sanitárias que não são respeitadas com esses produtos. Vemos indivíduos ensacando esses produtos que, por mais higiene que haja, ainda estão distante dos padrões de leis. A manipulação não é controlada e muito menos feita em laboratórios credenciados.

Além disso, diversas especulações e análises mostram que outros compostos são adicionados nesse meio, variando desde leite em pó até mesmo FARINHA. SIM, FARINHA que usamos pra fazer bolos e outras receitas.

whey protein growth supplements nova versão

Acordem! Até mesmo o leite que possui uma exigência de qualificação super alta e consumo é tão alto pela população, conseguiu a um tempo atrás ser falsificado com SODA CÁUSTICA (prejudicial à saúde) sem que ao menos pudessem perceber a primeira vista. Quem dirá então uma proteína que se quer TEM registros e passa pelas mais diferentes mãos, não é mesmo?

Fora que, e as condições de transporte desta proteína? E as condições envasamento, embalagem… Será que elas seguem os padrões da ANVISA? NÃO, certamente NÃO!

O resultado disso tudo é realmente um produto com ¼ do valor de um produto de loja, mas com grandes chances de contaminação de microorganismo, patógenos, agentes químicos, contaminações físicas e outros inconvenientes. Além disso, você perde bruscamente a qualidade da proteína de rápida absorção, justamente por não haver tecnologia como nas empresas.

Mas, se você ainda questiona o preço, que tal então economizar com diversos aspectos na vida e no esporte? Vejo indivíduos se entupindo de pré-treinos caros e de puro placebo e investindo nesse tipo de proteína. Ou pior, investindo em suplementos diversos que são um grande placebo com um preço assustador…

Não consigo conceber a idéia de indivíduos que gastam uma fortuna em suplementos tão a base de marketing e depois se justificam dizendo que não tem dinheiro para manter uma dieta coerente e uma suplementação básica descente. Alguém pode me dizer o fundamento de dar R$200,00 em dois pré-treinos para 1 a 1 e ½ mês e utilizar whey matéria-prima e não manter uma dieta boa? Desculpem, mas mais importante do que um rótulo, a proteína, propriamente dita é muito mais importante. E isso reforça ainda mais se usá-la da melhor maneira possível.

Melhor: Que tal deixar o dinheiro das saidinhas de FDS um pouco mais de lado e no final do mês fazer uma boa compra? Lembre-se que nada vem sem um pouco de sacrifício e esforço! Não vejo necessidade de sair e gastar uma fortuna com álcool e ainda querer investir em um suplemento barato. Se for assim, que gaste tudo como preferir e seja feliz, ao invés de PERDER DINHEIRO querendo correr atrás de um prejuízo seu.

creatina growth supplements creapure

Vejam, não estou falando que apenas wheys caros, isolados e hidrolisados são bons e que somente eles dão resultados, mas sim, que devemos ter coerência com o tipo de produto que estamos utilizando, seja concentrado, isolado, hidrolisado, 3W, 4W, 5W, 6W ou o que for… Devemos ter ciência da procedência do que estamos consumindo para assim não continuarmos sendo tão enganados.

Resumidamente, o Whey matéria-prima, de qualquer marca, não é uma opção segura e tampouco conveniente para os consumidores. Para isso, dirija-se a lojas com produtos credenciados e certificados sempre. Não se deixe levar por esse tipo de modismo!

Artigo escrito por Marcelo Sendon

Gostou do conteúdo? Clique nas Estrelinhas abaixo e nos diga, de 1 a 5, qual a sua nota para este conteúdo!

Avaliação média: 4.6
Total de Votos: 10

Whey Protein Glanbia – Vale a pena?
LEIA TAMBÉM:

VEJA: Como Utilizar Anabolizantes de Forma Correta e Segura e Aumentar Sua Massa Muscular em Poucas Semanas

SUPX: O Comparador de Preços Exclusivo de Suplementos! Os Melhores Suplementos pelo Menor Preço! Compare e Economize!

CONHEÇA: O Pré-Treino Que Vai Mudar Sua Forma de Treinar: +ENERGIA, +FORÇA, +RESISTÊNCIA, +FOCO e +MÚSCULOS!

BAIXE DE GRAÇA: Livro Digital com 20 Receitas Fitness e Saborosas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura!

whey protein growth supplements nova versão

Artigos Relacionados

Suplementos em Promoção


Receba mais artigos

Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas.

Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

22 Comentários


  1. Dino disse:

    A mistura com albumina ainda vai, o pior é a adição de caseína, mais grave se não for indicado na embalagem!

  2. Thiago disse:

    Apenas completando…

    Um pacote de 5 kgs de glambia isolado (com 91% de proteinas) você encontra em torno de R$ 900.
    Tomando uma dose de 30gramas por dias, que é o que a maioria toma nos outros wheys (na maioria das vezes com concentração menor de proteína), você terá 166 doses, ou seja, proteina para quase 6 meses!

    Isso dá um custo de R$ 150 / mês em whey protein de EXCELENTE QUALIDADE com concetração maior do que qualquer produto industrializado e cheio de porcarias.

    Agora me diz… Você compra um suplemento PRONTO que dure UM MÊS por R$ 150,00? Não! Nesta qualidade? MENOS AINDA.

    De qualquer forma, fiz apenas uma comparação desmentindo mais ainda este texto absurdo… Pois tenho certeza que para 98% dos que leem esse texto, sequer é necessária a suplementação, se tivessem uma alimentação correta.

    Lembrem-se… Aquele pozinho dentro de um pote é COMIDA, não magica! COMA e terá resultados melhores, gastando menos e tendo prazer de comer!

    Repito novamente: A utlização de Glanbia ou não é algo pessoal. Se você tem bons resultados, ok, prossiga!

    M.Sendon
    @marcelosendon
    http://www.facebook.com/marcelosendonofficial1

  3. Thiago disse:

    Cara, chega a ser patético este texto.
    Em primeiro lugar, já deixo claro que acho babaquice 99% dos suplementos alimentares, pois as pessoas buscam pilulas e scoops mágicos, que qualquer conhecimento básico em nutrição mostra ser enganação.

    Sim, precisamos de proteina e em alguns casos (considerando aqui pessoas que tem uma alimentação excelente e uma rotina de treinos) é necessário inserir mais proteína de forma isolada para não estourar em carboidrato ou gorduras. Neste caso SIM é valido a ingestão de um suplemento proteíco BASICO, ou seja… Pode ser o Whey, a Albumina ou até a Proteina Isolada de Soja, considerando claro o valor biologico de cada um.

    O texto me faz sentir um idiota, dando a entender que os adoçantes, espessantes, enzimas e o mais um monte de porcaria que enfiam no meio dos suplementos são mais importantes que A FONTE PURA DE PROTEINA.

    Amigo, pelo amor de Deus… Espero que você tenha apenas tentado enganar, porque se você falou isso REALMENTE acreditando no que dizia, eu vou ficar impressionado com tua capacidade de dizer besteira.
    Qualquer vitamina, enzima ou até mesmo o carboidrato que não estiver presente no whey protein PURO, você consegue na sua alimentação diária, isso sem falar daqueles que nosso corpo produz espontaneamente e de graça, mas que tem gente que ainda vai e cai na lenda de que precisa comprar em forma de suplemento.

    A ÚNICA POSSÌVEL verdade que existe aqui no seu texto é a possibilidade de falsificação, porém, podem falsificar a materia prima como também podem falsificar o produto final destas empresas de suplemento. Logo, o risco é o mesmo.

    De qualquer forma, PAREM DE ENRIQUECER ESTA INDUSTRIA MENTIROSA DE ENGANAR TROUXAS, se informem UM MINIMO sobre nutrição e irão ver o quanto dinheiro jogam fora A TOA todo mês, quando poderiam estar comendo BEM e tendo melhores resultados.

    Não são mais importantes, mas, são fatores que auxiliam muitas pessoas. Bancar o “ogro comedor de carne das cavernas” não é a saída. Nenhum bodybuilder de elite faz isso.
    Se você se dá bem com Glanbia ou seja o que for, continue usando. Esse é um ponto de vista!

    M.Sendon
    @marcelosendon
    http://www.facebook.com/marcelosendonofficial1

  4. henrique disse:

    Eu estou me formando em tecnologia de alimentos e digo pra vocês que nem tudo que ta escrito aqui é verídico. Primeiro, o whey é obtido do soro do leite. No processo de fabricação do queijo, a parte sólida é a caseína precipitada do leite que ela da corpo ao queijo, o líquido resídual da prensagem do queijo ou que ficou nos tanques de coagulação é o soro do leite, este líquido residual é formado por água, vitaminas solúveis, minerais solúveis e proteínas solúveis e alguns peptídeos. As fábricas como a da glanbia e hilmar apenas retiram algumas impurezas e concentram estes nutrientes do soro do leite transformando em um pó, este pó então é chamado de whey protein. Eu fico me perguntando o porquê de você não consumir ele direto dos fabricantes. Na minha opinião isso é besteira, a gente toma litros de leite por dia que é formado por todos estes nutrientes e não podemos apenas consumir um produto que esteja em pó?? A digestão vai acontecer só que vai levar mais tempo pelo fato dos nutrientes estarem mais concentrado. Imagine só você consumir 30g de pó de whey que contém no mínimo 25g de proteínas e outros nutrientes e tentar alcançar o teor de proteína dessa dose pelo consumo de leite, seria um pouco mais de 800ml de leite levando consideração que cada 200 ml de leite possui 6 g de proteína. Adição de espessantes e adoçantes me polpe, ninguém precisa disso para aumentar a digestão e absorção, o espessante funciona entre várias outras funções como emulsificante misturando o adoçante que da sabor, o aromatizante e o corante que leva nessas wheys. As enzimas que eles colocam nem precisamos, nosso corpo é uma maquinaria complexa e temos todo o aporte para poder digerir e absorver estes nutrientes.

    Ta aqui meu comentário espero ter esclarecido a cerca das dúvidas!

    Particularmente, prefiro arriscar em produtos industrializados com certificados, com melhor sabor, com adição de nutrientes extras etc. Além disso, no mercado, há muita falsificação do próprio Glanbia original. Portanto, nunca se tem 100% de procedência. Prefiro não utilizar.

    Entretanto, respeito sua opinião e, certamente muitos concordarão com você.

    M.Sendon
    @marcelosendon
    http://www.facebook.com/marcelosendonofficial1

  5. Maromba disse:

    Agora que descobrimos a fonte vão querer queimar dizendo que colocam enzimas isso aquilo outro…tudo mentira Hilmar e Glanbia são ótimos…claro que o cara que escreveu este post ganha das nacionais pra queimar o produto direto da fonte! Caso contrário Marcelo Sendon cite aí quais enzimas são adicionadas ao whey nacional ISOPRO por exemplo da Probiótica por favor? Quero os nomes das enzimas e mais coisas adicionadas, pois jogar coisas ao vento é fácil, me prova! Estou aguardando! e vou pesquisar o que vc disser! Go go go maromba!!!

    O intuito do site não é criticar ou defender marcas, mas sim, mostrar os dois lados da moeda. Não referenciarei nenhuma marca nem para o bem nem para o mal.

    M.Sendon
    @marcelosendon
    http://www.facebook.com/marcelo.sendon.3

  6. Marcio disse:

    Muito bom esse site, bota uma discussão inteligente nos “achismos” que encontramos pela net.
    Me surpreendo que ainda há marombeiro experiente que caia em lobby da industria de suplementos. A ingestão de proteinas é fundamental a uma dieta anabolica, porém é essencial que se dismistifique essa burrice de se tomar proteinas isentas de carboidratos (geralmente caras, vide isopures e afins). A menos que seja diabetico, a ingestão concomitante de carboidrato e proteina é imprescindivel, já que a insulina atua como fator de transporte de aminoácidos aos musculos. Outra coisa, wheys saborizadas, das marcas famosas, vem com adoçantes, que tem sua segurança e beneficios altamente questionados pela ciencia médica. Nesse ponto, as que vem de matérias primas (glambia e hilmar) tem vantagens, já que não tem quaisquer aditivos. Quanto a digestibilidade, caso tenha uma boa flora intestinal e ingerir a proteina com um carboidrato de indice glicemico médio ou alto, não tera maiores problemas. A maior parte das “enzimas” adicionadas nas marcar famosas são papainas e bromelinas, isto é, extração de mamão e abacaxi. Sim, comer essas frutas, por si só já se cria condições de aumentar a capacidade digestiva de proteinas.
    Há um grupo de estudos da Unb que aborda as questões relacionadas com a nutrição de esporte de força. É interessante para ter-se uma base cientifica da nutrição esportiva, não apenas achismos de academia:
    http://www.gease.pro.br/artigo_visualizar.php?id=62
    http://www.gease.pro.br/artigo_visualizar.php?id=143

  7. Rogerio Moreno disse:

    Balela, Whey Protein é soro de leite e ponto. As boas marcas do mercado nacional e internacional usam Glanbia, pois não temos (brasileiros) tecnologia de filtragem. O que vai determinar a qualidade é a “mistura” que farão. Uns misturam com soja, albumina, até maltodextrina para “render” e ficar mais barato.
    Eu comprei WPI Glanbia e estou tendo excelentes resultados, antes só usava Optimun Nutricion ON, até descobrir que a Glanbia é uma empresa de alimentos lácteos e proprietária da marca. Quer ainda tiver alguma dúvida, entre no site da Optimum e comprove: http://www.optimumnutrition.com/about.php

  8. Brunao disse:

    O problema é que não temos garantia nem dos wheys “tops” quanto a porcentagem de proteína e MUITO MENOS qual o tipo de proteína que usam. Claro que é mais confiável comprar de uma marca top tipo on, universal… Mas pagar 140 reais em um pote de 900 de whey concentrado fica difícil né? Eu prefiro muito mais gastar isso e 3kg de whey e tomar sem ficar racionando. Sei que é difícil mensurar resultado de whey, mas não senti diferença entre um whey bulk e o da on. Hoje em dia só tomo whey bulk e não me arrependo, até que me provem que não tem qualidade, vou continuar consumindo sim. Só compro whey diferente quando tem promoção muito boa nas lojas e sites… Abraço!

    ——-

    Concordo que o preço no Brasil é alto, mas se você importar os produtos o preço é justo e em questão de qualidade, acho que nem se compara né. Aqui no site mesmo tem um artigo ensinando o pessoal a importar suplementos e pagar um preço justo.

  9. Diego disse:

    Sinceramente esse artigo só me passa a sensação de denigrir os vendedores de whey bulk e seus respectivos produtos. De dois anos para cá passei a utilizar esse tipo de whey e meus resultados continuam sendo bons da mesma forma. Não posso falar por todos mas o produto que eu compro é de confiança. Peço somente que tome cuidado ao postar esse tipo de matéria sensacionalista sem sem nenhum amparo cientifico nem provas de algum tipo. E aos que aqui leem procurem informações em fóruns, blogs, sites sérios sobre musculação, não irão faltar referencias.

  10. Thiago Correia disse:

    Descordo quase completamente! Você não pode dizer que todos wheys vendidos dessas marcas são alterados. Você não pode dizer que nenhum tem higiene. Sabe por que? Por que existem grandes laboratórios como a Pronutritional ensacando essas matérias primas e vendendo no mercado. Empresas garantidas pela ANVISA. Cuidado com o ataque a determinados tipos de produtos. E da próxima vez não generalize e ponha referências bibliográficas. Pois, é muito fácil denegrir um produto sem provas.

    Acho um absurdo os valores do WP no Brasil e sou defensor do consumo de máteria prima de whey sim. São de qualidade e refinados o suficientes para consumo. Claro que não tem TODAS as vitaminas adicionadas pelas marcas, porém continuam em perfeitas qualidades de consumo.

    Grato.

    Thiago Correia Silva (Fortaleza – CE)

  11. Pierre disse:

    E a Whey Hilmar vc ja ouviu falar?Será que vale a pena?

    ———

    É a mesma classe…

  12. matheus disse:

    por favor alguem me passe o contato de alguém que vende proteina da hilmar ou glanbia?

  13. Coisa disse:

    Minha dúvida principal é: o produto da Ganblia é whey ou soro de leite?
    Digo isso pois o whey é um subproduto do soro, ou seja, um refinamento, e pra quem não sabe, até pouco tempo atrás o soro de leite era apenas descarte de produtores de queijo.

    —-
    O Whey Protein é o soro do leite filtrado. Entretanto, o que conhecemos na maioria das marcas (por exemplo Universal, Prolab, ou seja lá o que for) é o whey após o processo de industrialização, adição de sabores, vitaminas, possível hidrolização etc etc etc.
    Quando se fala de Glanbia Original, temos o soro do leite que não deixa de ser “whey”.

    M.Sendon
    @marcelosendon

  14. henrique disse:

    Nao concordo, sempre consumi whey glanbia de um vendedor confiavel na net e tive excelentes resultados, acho que certos sites de suplementos estao perdendo vendas (espaço) e começam a apelar….esse é nosso povo brasileiro !!!! Quanto ao custo baixo, claro, eles nao precisam gastar com absurdo em impostos, com isso consegue um custo baixo mesmo. Se nao fosse os impostos pagariamos R$60 num whey Optimun 2lb.

    A matéria prima se for de confiança, ok! O problema é que ainda não pode ser considerado o whey protein efetivamente. Além disso, arriscar é sempre um risco.

    M.Sendon
    @marcelosendon

  15. Marcos Velten disse:

    Depois de começar a usar glambia e hilmar não quero mais saber de outra fonte. são ótimos. e a textura do isolado é igualmente ao de marcas, já o concentrado não posso dizer que não haja mistura.

  16. Bruno Alves disse:

    Whey eu só compro Probiotica. Melhor marca nacional, caro é claro, mas nem tanto. Otimo sabor e bons resultados. Não troco por outra de jeito nenhum.

  17. caniza disse:

    sempre tomei glanbia… mas li em algum forum que por ser insumo (matéria bruta e não o whey acabado), a absorsão do produto é muito ruim, uma vez que ainda não foi adicionado enzimas digestivas. Ou seja, mesmo o WPC tendo 24g na dose de 30g, o corpo iria absorver apenas 15% disso, por faltar essas tais enzimas digestivas, que são adicionadas pelas empresas que compram o insumo (whey bruto) e fabricam o produto final. Daí a explicação da diferença de preços entre marcas de whey (tem whey com absorção mais rápida, outros mais lentos, além de adição de outros aminos).

    Não to aqui para falar mal do WPC Glanbia ou Hilmar, até mesmo porque são os únicos que eu tomo. Mas queria saber se alguém pode confirmar tal informação, até mesmo para eu continuar usando sem receio de estar gastando grana a toa, uma vez que as proteínas não estariam sendo absorvidas.

    Alguém sabe algo a respeito?

    Abraços a todos!

  18. Rubens Damásio disse:

    Bruno, ótimo artigo, tenho muita vontade de comprar esse whey, pois os q as melhores lojas virtuais fornecem não são tão agradáveis ao bolso (os de qualidade). Se vc ou alguém já comprou, posta por favor o vendedor e relatos de compra. Agradeço desde já e abraço pra todos do page!

    • Bruno Azevedo disse:

      Olha nós não fazemos propaganda de vendedor no site, mas você encontra muito vendedores de confiança ai pela net é so você ter uma referência. Grato*

  19. elias bernardes das neves disse:

    queru comprar whey-protein glanbia…osaco de 20kilos fechado quem tem pra mevender…abrigado

  20. douglas disse:

    UP para o Goku

Deixe o seu comentário!