Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas.

Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

X
HomeFarmacológicosEsteróides anabolizantesErros mais frequentes durante ciclos de esteroides anabolizantes

Erros mais frequentes durante ciclos de esteroides anabolizantes

Saiba já quais são os maiores erros dos usuários de esteroides anabolizantes e aprenda como não cometê-los para garantir o seu sucesso com o uso de anabolizantes.

erros-comuns-no-uso-de-esteroides-anabolizantes

Os esteroides anabolizantes estão no mundo esportivo há muito tempo e isso já não é mais nenhum segredo dos faraós.

Apesar de, teoricamente, os esteroides anabolizantes não terem sido criados com a finalidade de servirem atletas, percebeu-se a vantagem que haveria com o seu uso e em cima disso, diversas metodologias, drogas e combinações de uso foram elaboradas.

Certamente o aumento de performance é muito maior quando se faz uso de algum ergogênico hormonal exógeno.

Entretanto, se tratando de esteroides anabolizantes, não podemos muitas vezes deixar de considerar seus efeitos metabólicos e, claro estéticos:

Metabolismo mais rápido pelo aumento da massa muscular e pelo aumento da síntese proteica, consumindo mais energia e, consequentemente eliminando mais gordura, aumento da densidade muscular, diminuição da retenção hídrica (ou aumento, dependendo do caso específico) entre outros muitos.

Isso fez com que os esteroides anabolizantes passassem a não ser mais usados unicamente na clínica, nem tampouco no desempenho militar, nem mesmo só no desempenho esportivo, mas também em aspectos relacionados a ESTÉTICA.

E é bem o que se observa hoje: Se pararmos para analisar, grande parte dos indivíduos que faz uso de esteroides anabolizantes, não se enquadra em outro ponto a não ser o da busca por uma melhor estética.

O mais interessante nisso tudo é que muitos acabam utilizando esse tipo de substância que trata-se SIM de uma DROGA sem a menor orientação, sem o menor conhecimento e tampouco sem os cuidados mínimos necessários para obter não digo nem ganhos excelentes, mas, menos efeitos colaterais.

Por conseguinte, não é incomum vermos na mídia notícias (muitas vezes sensacionalistas, é claro) mostrando uma ou outra tragédia sobre a utilização de substâncias exógenas.

erros-no-uso-de-esteroides

Claro! Obviamente há sensacionalismo, mas devemos considerar que se há, é porque houve uma deixa que permitisse isso. E os culpados somos realmente nós mesmos!

Isso porque, a informação correta muitas vezes é em meio científico e, ainda muito abstrata, visto os poucos dados que temos.

Ainda temos de levar em consideração que não são todos que conseguem ter acesso fácil a essas poucas informações. O resultado é claro: “Leite com manga mata!” – E continuamos nos baseando no “popular”.

Não quero entrar no mérito do uso ou desuso dessa substância por parte de não atletas. Minha posição é que, sem acompanhamento médico, seja em qualquer caso, sou terminantemente contra.

Não acho válido utilizar drogas, não acho válido levar a um extremo que não vai se seguir para o resto da vida e que não é uma escolha primária para sua vida.

Entretanto, cabe-nos tentar orientar da melhor maneira possível os usuários, para que menores chances de erros e consequentemente tragédias possam acontecer.

Antes de iniciar, é válido comentarmos que NÃO é feita nenhuma referência ou insinuação para que se utilize quaisquer dessas substâncias sem o aval médico. Portanto, leve apenas a título informativo.

1- Reaproveitar seringas e agulhas

Você já observou como antigamente, o número de algum tipo de infecção hospitalar era bem maior? Isso, provavelmente era devido aos cuidados inadequados, muitas vezes por falta de conhecimento na época, por falta de equipamentos ou por outro fator.

erro-em-compartilhar-seringas

Na idade média, o número de pessoas que morriam por essas causas era brutalmente alto. Não se sabia o quanto o meio ambiente ou secreções e fluídos (sêmen, secreção vaginal, sangue etc) poderiam ser veículos de contaminação de infinitas doenças.

Com o passar do tempo, desenvolveram-se métodos para minimizar esses riscos, isto é, eles ainda são presentes, mas em proporções extremamente menores e com uma freqüência menor também.

Jamais se deve reaproveitar seringas e agulhas ou quaisquer outros tipos de materiais descartáveis (aliás, o próprio nome já remete a “usou, jogou!”), nem mesmo a que acabou de usar com outra droga.

Muitos indivíduos já morreram por infecções devido a isso e, outros tantos perderam membros ou tiveram sérios problemas de necrose, infecções (e consequentemente inflamações), contaminações de doenças etc. E, se você já gastou um bom dinheiro com o ciclo, não custa nada fazê-lo com segurança e higiene.

2- Não realizar a TPC

Diferente dos profissionais que, dificilmente estão limpos, ou seja, sem utilizar algum tipo de substância sintética, os usuários intercalam o uso, utilizando por alguns períodos e parando por outros.

terapia-pos-ciclo

Acontece que, nesse meio tempo, a recuperação pode não ocorrer naturalmente e, tampouco rapidamente. O resultado são efeitos colaterais que, muitas vezes são irreversíveis a curto prazo e em outras até mesmo não são reversíveis.

TPC, PCT, ou terapia pós-ciclo trata-se de utilização de alguns medicamentos quando termina-se um ciclo, normalmente para ajudar a estabilizar o eixo e então, voltar com a produção endógena de hormônios de maneira controlada e natural.

Além disso, a TPC auxilia na redução (caso seja o caso) de aromatização e outros efeitos colaterais indesejados. Sem uma terapia pós-ciclo, as chances de complicações como ginecomastia, perda de libido, impotência sexual, atrofiamento testicular e outros muitos é bem maior.

Mas, como saber qual é a melhor TPC? Simples, seguindo a orientação médica. É necessário conhecer o tipo de substância a ser utilizada, o tempo de utilização, as dosagens e as condições fisiológicas e respostas individuais da pessoa.

Isso somente poderá ser feito com um ótimo planejamento e, claro, com periódicos exames de saúde, incluindo desde exames que visam enzimas hepáticas até de hormônios, propriamente ditos.

Lembre-se que em alguns casos a própria TPC acaba sendo tão cara ou até mesmo mais cara do que o período de utilização de esteroides anabolizantes. Entretanto, ela é INDISPENSÁVEL, pois, saúde NÃO tem preço!!

3- Não Ter Acompanhamento de Quem Sabe O que Esta Fazendo

Esse é um dos maiores erros de quem usa anabolizantes. As pessoas acham que sabem de tudo e que não precisam de ajuda de ninguém, mas quando o assunto são medicamentos que podem prejudicar a sua saúde se não forem bem utilizados, uma ajuda de quem entender é essencial!

E não estou falando de médico, até porque sabemos que os médicos no Brasil a maioria não indica o uso de anabolizantes, sejam porque não acreditam ou porque recebem das industrias de suplementos para falarem mal dos anabolizantes e crescer a venda de suplementos.

Mas você não precisa de médicos, precisa apensa de alguém experiente na área, com conhecimento técnico, teórico e prático. Com anos de estudo e que já ajudou a milhares de pessoas a utilizarem os anabolizantes de forma correta e segura.

Fórmula dos Gigantes

E um desses caras é o Ricardo de Oliveira, que sou eu. Possuo mais de 20 anos de prática na musculação e sou especializado no uso de anabolizantes para pessoas comuns e atletas. Criei um Programa chamado Fórmula dos Gigantes, onde ensino detalhadamente sobre o uso de anabolizantes para aumento de massa muscular.

No programa você vai receber mais de 30 ciclos já montados, cada um com sua TPC, com suas proteções, com a duração do uso, dosagens e etc. Vai receber um guia de alimentação para anabolizantes e de treino para anabolizados, pois a dieta e o treino de quem usa anabolizantes deve ser diferente.

Vai aprender a como conquistar até 10kg de massa em apenas 8 semanas! CLIQUE AQUI e conheça já o meu Programa e como eu posso te ajudar.

4- Não fazer a assepsia correta

Não fazer a assepsia correta durante o procedimento de aplicação de quaisquer substâncias, pode ser tão prejudicial do que reaproveitar materiais.

O ambiente é contaminado. Seu corpo é contaminado. O ar é contaminado. Enfim, tudo é contaminado!!!

Se não tomarmos corretamente os cuidados com a higiene no momento pré/durante/pós-aplicação, o risco de problemas também é alto.

O incrível é que apesar de procedimentos simples, normalmente muitos abrem mão dessa segurança.

O primeiro fator a se observar é mediante ao local onde está sendo aplicada a substância (ambiente). Vejo vídeos de indivíduos que aplicam coisas no meio do mato, em ambientes sujos como banheiros públicos e até mesmo no MEIO DA RUA!

Além de um grande absurdo, isso é um atentado contra a própria saúde. Utilize sempre locais limpos, claros, sem vestígios ou ventos que possam trazer contaminantes.

Procure também manter o silêncio para concentrar-se e observar possíveis falhas que possam acontecer durante o procedimento.

O segundo passo fundamental é higienizar bem as mãos com sabonete anti-séptico, água e álcool 70%. Caso não seja uma auto-aplacação, é recomendável que o indivíduo que for injetar a droga, utilize luvas cirúrgicas descartáveis.

Por fim, higieniza-se o local da aplicação que deve estar previamente limpo (imagine a diferença de um pé sujo e um pé limpo e entenderá o que estou falando) com algodão embebido em álcool 70%.

É interessante também que, com outro algodão embebido em álcool o bico a ampola ou bujão também seja higienizado, pois, normalmente também são fortes focos de contaminação.

Como podemos observar estes são métodos simples, mas que requerem cuidado. Por isso, muita atenção!!!

5- Utilizar substâncias desconhecidas e com procedência duvidosa

Não é mais segredo para muitos o que é um Stanozolol, o que é uma ampola de testosterona ou Primobolan. Hoje, conseguimos aspectos básicos dos perfis dessa droga em qualquer busca rápida na internet (porém, muito cuidado com a fonte!).

utilizar-substancias-desconhecidas

Entretanto, apesar de conhecermos o perfil básico da droga, muitas vezes não sabemos se o que estamos utilizando, de fato é aquela substância ou é algum tipo de falsificação, podendo variar, na melhor das hipóteses em um produto subdosado e, entre as piores, em algum composto que possa causar danos à saúde.

O mercado informal hoje de esteroides é largo e complexo demais. Fontes seguras de fornecimento de esteroides anabolizantes são muito raras, conferindo ainda mais preocupação com o tipo de substância que entra no organismo do indivíduo.

Acontece que, poucos fazem ideia do quanto isso pode significar para a saúde. Para se ter uma leve noção, alguns desses muitos laboratórios informais não possuem se quer condições mínimas de higiene, podendo ser encontrado, por exemplo, no fundo de seus bujões, pedaços de objetos desconhecidos ou até mesmo vestígios de poeira.

Para evitar esses contratempos, a dica mais clara e simples é: Somente use produtos originais e com certificados de garantia estabelecidos por algum órgão do governo.

E aí, vale a pena arriscar?

6- Não se preocupar com a ingestão proteica

O corpo basicamente é composto por aminoácidos, que compõe as proteínas diversas que montam-se em estruturas, formando os tecidos e toda a composição básica de nosso corpo.

Assim, pele contém proteína, músculos lisos e esqueléticos contém proteínas, células contém proteínas… Isso faz com que proteínas sejam indispensáveis em uma dieta saudável.

consumo-de-proteinas

As recomendações nutricionais para um indivíduo não atleta adulto em termos de proteínas, segundo a RDA é em torno de 0,8g/kg, podendo, para indivíduos que são praticantes de atividades físicas, estender esse valor até cerca de 1,8g/kg.

Acontece que, com estudos mais recentes, percebeu-se que esse valor é inadequado para o segundo caso, aferindo-se então valores iguais a 2.0g/kg. Mas será que esse valor realmente é suficiente?

Diria eu que, para a maioria dos “esportistas”, sim, este valor é suficiente. Excesso de proteína não é benéfico ao corpo.

Entretanto, se começarmos a analisar não só o metabolismo das proteínas dentro do corpo, mas o impacto positivo que ela pode ter com a característica genética do homem moderno, veremos que esse valor pode ser ainda maior, principalmente se estivermos falando de atletas treinados e, claro, de profissionais.

Quando se está fazendo uso de esteroides anabolizantes, a demanda proteica é muito maior, visto que a síntese proteica nos tecidos alvo são muito maiores.

Então, isso nos leva a crer que devemos ingerir uma quantidade ainda maior de proteínas do que se estivéssemos em condições naturais.

Imaginando que a proteína é a matéria prima para a formação do tecido muscular, então, o que aconteceria sem os “tijolos do muro”?

7- Comer feito um porco

Comer é importante? Claro! Se você quer crescer, tem de comer e isso não é segredo para ninguém. Porém, você deve comer de maneira adequada.

musculacao-comer-feito-porco

Vejo indivíduos que durante ciclos de off season acham que simplesmente pelo fato de estarem fazendo uso de substâncias exógenas podem comer o que quiser a hora de quiser e na quantidade que quiser.

O resultado é que acabam ganhando ótimos níveis de massa muscular, mas junto com ÓTIMOS níveis de gordura (às vezes até superior), ÓTIMOS níveis de retenção hídrica e, simplesmente acabam por jogar seu dinheiro, saúde e tempo na lata do lixo.

Ao menos que você esteja ciclando a nível profissional e com drogas a nível de GH, você não pode comer feito um porco. Você tem de manter disciplina.

É claro que fica muito mais maleável uma dieta de quem está ciclando, mas o foco deve ser dobrado para a ingestão proteica, para a ingestão energética e, claro, não esquecer da importância dos micronutrientes também. Saiba valorizar o momento do ciclo!

8- Ciclar sem condições financeiras

Ciclo de 3-4-5 semanas? Isso para mim não passa de piada! Ciclos desse nível normalmente são feitos por indivíduos sem condições financeiras que, somente podem bancar esse espaço de tempo com a utilização de drogas.

A triste e cruel realidade é: Sem dinheiro, sem ciclos!

Ciclo requer exames, acompanhamento médico, drogas, materiais para aplicação, proteções, pós-ciclo, mais exames, exames…

Você acha que é capaz de bancar isso? Se sim, então está correto, mas, se não tiver condições, a principal recomendação é que nem tente.

Além de jogar tempo e dinheiro no lixo, você compromete sua saúde de maneira totalmente desnecessária. Seja esperto:

Se tem pouco dinheiro, o melhor é investir em uma boa alimentação, bom acompanhamento nutricional e ter bastante dedicação. Isso já é o suficiente.

Conclusão:

Evitar erros durante ciclos é fundamental para obter bons ganhos. Ciclos não são brincadeira de criança, por isso, caso opte por um, jamais o faça sem os devidos cuidados. Sua saúde NÃO tem preço!

Bons treinos!

Gostou do conteúdo? Clique nas Estrelinhas abaixo e nos diga, de 1 a 5, qual a sua nota para este conteúdo!

Avaliação média: 4.9
Total de Votos: 32

Erros mais frequentes durante ciclos de esteroides anabolizantes
suplemento bcaa growth supplements

Artigos Relacionados

Suplementos em Promoção


Receba mais artigos

Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas.

Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

70 Comentários


  1. Maikon disse:

    Boa tarde!
    Engraçado quando pesquisamos na internet, isto sim devemos prestas bastante atenção e cuidado com as referência bibliográficas.
    Algumas informações acima podem ser coerente e confirmadas, já que, passei por algumas, mas tem um uma que discordo plenamente, precisamos passar , presenciar a situação, realiza la, para confirmar a veracidade dos resultados.Papel estamos cheios, mestres, Doutores, mas poucos com carga de hablidades, enfim, Eu ja malho a mais de 25 anos, e sempre mensurei o que utilizo, um deles foi o Ciclo de 5 semanas, já fiz vários e funciona com certeza e sem dúvida nenhuma, todos os meus ciclos foram com 5 semana, 3 ml stan e 1 ml dura por semana, tbem a Deca 2 ml por semana e 1ml de Dura por semana e sempre ganhei de 5 a 8 quilos.
    Pois bem, poderia ter sido mais eficaz, sim, mas por favor pessoal vamos falar com certeza do que falamos, pois a coisa é seria.
    Respeito as palavras postadas e ajudam muito e em muitos casos, mas este eu falo com certeza.
    Espero que considere as palavras, que são com propósito de ajudar
    Abs

    • Precisamos sempre levar em consideração, na hora de escrever o artigo, o publico geral e não apenas algumas situações. E para o publico geral, ciclos curtos não funcionam. Como você mesmo disse, o seu ciclo poderia ser mais eficaz se tivesse feito o mesmo completamente, por cerca de 6~8 semanas.

  2. Thaylanna disse:

    Ola iniciei um ciclo de stano vou para segunda semana 1,5ml.Minha dúvida para obter um bom resultado e a questão dá alimentação oq não posso comer durante o uso e tbm após o uso sobre o TPC?Como faço ?Podem me ajudar.

  3. Camilla disse:

    Boa tarde,
    Estou no meu primeiro ciclo. To tomando 1 capsula de oxandrolona e capsula stano diariamente durante duas semana, apos isso vou tomar 2 por dia de cada durante 3 semanas e pra finalizar tomarei 1 de cada por dia. São 100 de cada no total. Estou fazendo certo?

    • Betão Marcatto disse:

      Não dá pra saber .. não sei de quantas miligramas é sua oxandrolona ou seu stanozolol .. mas, de cara .. está errado. Mulheres não devem misturar esteroides.

  4. Juciara disse:

    Olá estou amamentando e gostaria de saber se posso fazer o uso de anabolizantes sem afetar meu filho… E eu irei usar somente um ciclo. Obrigada.

    —-

    Obviamente que não!!

  5. Bruno O. disse:

    Vc indica fazer exames hormonais quando acabar o ciclo ou quando acabar a tpc? Pq assim que acabar o ciclo obviamente vai estar com os niveis altos, mais minha duvida é quanto tempo dps da ultima dosagem devo fazer um exame hormonal para saber como esta os niveis em meu corpo?

    —–

    O ideal é fazer antes, para saber como esta o corpo, durante, para saber como ele está reagindo, depois, para saber como o corpo foi afetado e após a TPC para saber se os níveis voltaram ao normal.

  6. Stefan disse:

    Obrigado. Quase fiz a bone irá de usar. Tenho 32 anos, 17 de academia já tive um corpo ótimo porém tive que para de malhar por problemas de saúde. Agora depois dos 30 não estou conseguindo aquele resultado de antes e a pesar de nunca ter usado nada de esteróides, tenho 2 semanas pensando no uso de stanozolol ou trembolona. Mas agora graças a vocês vi que não farei isso com meu corpo. Obrigado.

    —–

    Depois dos 30 as coisas podem complicar um pouco e se tornar mais difícil, mas não impossível. Busque ajude de bons profissionais como nutricionista esportivo e um educador físico e com certeza seus resultados irão melhorar!

  7. Eduardo P. disse:

    Bom dia, eu iniciei um ciclo tem 1 semana, na verdade fiz 2 aplicações de enantado de testosterona 250 mg em cada aplicação porém não quero da continuidade ao ciclo, não to sentido efeitos colaterais quero interromper por opção minha. Minha dúvida é se deve fazer o mesmo processo de tpc, depois de 14 dias iniciar o uso do proviron e do tamoxifeno ou se as dosagens e o tempo do tpc podem ser reduzidos, não cheguei a ter ganho de massa com o uso mas minha preocupação momentânea é não prejudicar meu eixo hormonal.

    —–

    Sim, faça a TPC e exames para saber como o eixo foi afetado.

Carregar mais Comentários

Deixe o seu comentário!